Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Empresas

 

Duas primas emigrantes em França decidiram “preparar o futuro” a Melgaço com a abertura de uma loja Pop-Up (temporária) na terra natal, uma das quatro que abrem portas, sábado, ao abrigo de um programa municipal de relançamento da economia.

Contactada pela Lusa, a propósito da inauguração, no sábado, de mais quatro estabelecimentos comerciais dinamizados pelo programa Melgaço Tem Pop-Up, lançado em 2019 pela Câmara Municipal, Patrícia Veloso explicou o negócio de venda de roupar para bebés e crianças, que vai abrir com a prima, Kelly, implicou a criação de um posto de trabalho.

“Vamos regressar a França no domingo a França e, iremos gerir o negócio à distância. Por isso, tivemos de contratar uma funcionária para o atendimento na loja”, explicou a emigrante de 34 anos, que em França trabalha na área de estética.

A inauguração das lojas aconteceu às 11h30 e o Largo Hermenegildo Solheiro é o ponto de encontro da iniciativa.

O conceito de loja ‘pop-up’, “de dinamização da economia local nasceu em Altena, na Alemanha, e conta com a parceria de Melgaço, em Portugal, Idrija, na Croácia, Nyirbator, na Hungria, Aluksne, na Letónia, Isernia, em Itália, Manresa, em Espanha, e Igoumenitsa, na Grécia”.

“Queremos preparar o nosso futuro, para mais tarde, se tudo correr bem investir em várias lojas em Portugal e podermos regressar ao nosso país”, explicou Patrícia.

A esteticista e Kelly Veloso, de 24 anos, contabilista em França, decidiram apostar no projeto que está a decorrer em Melgaço e a área de negócio surgiu por terem constatado que na vila mais a norte de Portugal, “há pouca oferta apesar de no ano passado terem nascido 40 crianças” naquele concelho do distrito de Viana do Castelo. “Durante três meses não pagamos renda, o proprietário disponibiliza a loja. A partir daí e até aos seis meses pagamos um euro por metro quadrado. No caso da nossa loja a renda fica por 40 euros. No final dos seis meses, podemos decidir se permanecemos no mesmo local ou, se tudo correr bem, apostamos noutra loja”, explicou.

Além do espaço das primas Veloso, abriram também no sábado, uma loja de informática, psicologia e terapia e um centro de apoio aos peregrinos de Santiago de Compostela, este último só em dezembro começa a funcionar.

Segundo a Câmara de Melgaço, o projeto Melgaço Tem Pop-Up, iniciado em 2019, permitiu a criação de 19 lojas temporárias. “Concretizaram-se 15 projetos de negócio / atividades, contando, nomeadamente, com 13 projetos lojistas e duas lojas âncoras com atividades de Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), artistas, entre outros. Destes, seis maturaram o modelo de negócio e transitaram já em permanente/definitivo, seja em espaços inicialmente afetos ao programa, seja em lugar próprio fora deste”, especifica a autarquia em nota enviada à imprensa.

O município adiantou que “o programa tem vindo a granjear a confiança de novos senhorios, que têm entregado os seus espaços para ocupar serem ocupados graciosamente”.

O programa Urbact/ RegrowCity, Melgaço Tem Pop-Up, encerrou em julho passado, mas “fruto do sucesso e da dinâmica que imprimiu à vila, o Presidente da Câmara, Manoel Batista, citado na nota, decidiu dar-lhe continuidade. “Nunca algo de semelhante tinha sido antes tentado. Esta foi uma aposta arriscada e ambiciosa, com obstáculos que se anteviam difíceis de transpor, mas que quisemos enfrentar, enquanto desafio que urgia assumir em prol do território e das gentes de Melgaço”.

Segundo o autarca socialista, “o trabalho conjunto desenvolvido apresenta resultados incontornáveis no relançamento da vida urbana, seja na dinamização do tecido comercial e económico, novo e já anteriormente instalado, mas também na reanimação do espaço público, onde na requalificação a autarquia tem empreendido grandes investimentos, oferecendo um ambiente urbano mais diverso e rico para residentes e visitantes”.

“Esta é uma realidade reconhecida e elogiada pelos parceiros europeus, mas sobretudo pela sociedade melgacense, que interiorizou a mais-valia e eficácia deste nosso Melgaço tem Pop-Up, continuando a abordar-nos com constantes propostas de empreendedorismo e oferta de espaços a associar ao programa”, referiu.

 

Donativos LusoJornal
X