Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Embaixador de Portugal no Senegal, Vítor Sereno, lannça uma primeira experiência de atendimento consular por videochamada para os cerca de 400 Portugueses residentes em seis países da África Ocidental.

Inspirada pela pandemia de Covid-19, a iniciativa destina-se a cidadãos portugueses residentes em países sem representação diplomática ou consular, como a Costa do Marfim, Libéria, Gâmbia, Serra Leoa, Burquina Faso e Guiné-Conacri, mas dependem dos serviços da Embaixada de Portugal em Dacar, no Senegal.

“A disponibilização do teleatendimento consular foi uma medida que, inspirada na digitalização que tem marcado a situação pandémica, permitiu uma adaptação e a utilização de novas tecnologias para o esclarecimento de dúvidas consulares”, disse, em declarações à Lusa, o Embaixador de Portugal em Dacar, Vítor Sereno. “Antes restritos ao uso de telefone ou e-mail, os utentes podem agora ter esse esclarecimento agendado por videoconferência”, acrescentou.

As primeiras sessões de teleatendimento consular (TAC) decorrerão a 28 de setembro mediante marcação prévia. “O objetivo é estabelecer mais um canal, direto e complementar, de comunicação cara a cara com os serviços consulares da Embaixada de Portugal em Dacar”, explicou o Embaixador.

 

Comunidade
X