Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Prim’Land: foi inaugurado hoje o maior supermercado português em França

LusoJornal / Carlos Pereira LusoJornal / Carlos Pereira LusoJornal / Carlos Pereira LusoJornal / Carlos Pereira

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, esteve esta manhã na inauguração do supermercado Prim’Land na zona comercial de Saint Maximin (60), considerado o maior supermercado português em França.

Este é um projeto conjunto dos empresários Carlos de Matos, do Groupe Saint Germain, e José Gaspar, do grupo Prim’Land.

«Tudo começou com um encontro com Serge Macudzinski, Maire de Saint Maximin. Foi ele quem me sugeriu a abertura aqui de um supermercado português, porque esta é uma zona comercial muito ativa a norte de Paris» explicou Carlos de Matos ao LusoJornal. «Mas como eu não sou especialista da venda de produtos alimentares, associei-me a José Gaspar da Prim’Land».

A Prim’Land foi criada em 1998 por José da Silva Gaspar, atualmente com 61 anos, e é especialista da venda de produtos portugueses. Esta é a sexta loja da empresa.

A primeira loja foi aberta em Romainville (93), seguindo-se lojas em Saint Maur-des-Fossés (94), Pontault-Combault (77) e Saint Thibault-des-Vignes (77). Entretanto José Gaspar comprou o supermercado Ibérico em Bruxelas, na Bélgica.

José Gaspar chegou a França com 13 anos de idade e começou a sua atividade comercial com 23 anos, vendendo especialidades portuguesas nos mercados da região parisiense.

 

Mais de 200 convidados

Para além de José Luís Carneiro, estavam presentes na inauguração o Maire de Saint Maximin, Serge Macudzinski, o Embaixador de Portugal em França Jorge Torres Pereira, o antigo Ministro e atual Deputado do Oise Éric Woerth, os dois Deputados portugueses eleitos pelo círculo eleitoral da Europa Carlos Gonçalves e Paulo Pisco, o Cônsul Geral de Portugal em Paris António de Albuquerque Moniz, o Presidente da Câmara de comércio e indústria franco-portuguesa, Carlos Vinhas Pereira, o Presidente da Câmara municipal de Leiria e o Presidente da Câmara municipal de Figueiró dos Vinhos, localidade geminada com Saint Maximin. Também estavam presentes muitos empresários franco-portugueses.

Este supermercado português, com cerca de 4.500 metros quadrados, já abriu ao público no dia 8 de março. «Abrir um centro comercial com mais de 1.000 metros quadrados, em França, é muito complicado. Temos de nos chamar Auchan, Leclerc e outros. Graças à persistência do Maire de Saint Maximin, conseguimos obter as licenças e por isso somos o único supermercado português com este tamanho em França» disse José Gaspar ao LusoJornal.

«Creio mesmo que é o maior supermercado português na Europa, fora de Portugal» acrescenta Carlos de Matos.

Por isso Carlos de Matos lamenta a ausência de um Ministro na inauguração. «Lamento a ausência de um Ministro da Agricultura ou das Pescas, mas não vieram. É bem mais fácil inaugurar os Centros comerciais estrangeiros em Portugal, onde vão comprar tudo fora e depois vende maos turistas e o dinheiro volta para os países deles» denuncia o empresário português. «Desde 1969 que estou em França e é com muita pena que constato que não há nenhuma preocupação em vender produtos portugueses e em nos encorajar nesse sentido» lamentou ao LusoJornal. Mas congratulou-se com a presença do Secretário de Estado das Comunidades.

O investimento representa mais de 8 milhões de euros e demorou mais de 4 anos até ver o dia. Falta agora abrir o restaurante que está situado numa parte do supermercado. «Penso que vamos abrir num período de 3 meses e tem de ser um restaurante com especialidades portuguesas, claro» diz José Gaspar.

Com uma cave de vinhos com mais de 200 metros quadrados, o fundador da Prim’Land diz que «temos cercamente a maior cave portuguesa em França».

Os dois empresários criaram 80 novos postos de trabalho em Saint Maximin, mas querem empregar mais 11, esperam cerca de 5 000 clientes por semana e estabeleceram um objetivo de 15 milhões de euros desde o primeiro ano.

A fruta e legumes, o peixe fresco, e a carne tradicional já estão à espera dos clientes, não só portugueses, mas também franceses.

 

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 19 Votos
7.0
X