Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

A Secção do PSD/Paris esteve reunida este sábado, num “formato reduzido às suas estruturas dirigentes” devido às restrições sanitárias, com o objetivo de “analisar a situação política da área das Comunidades portuguesas”.

A reunião começou com uma mensagem de agradecimento aos militantes que se envolveram e participaram nos vários atos eleitorais que decorreram em França – eleições autárquicas, departamentais e regionais – “e que contribuíram uma vez mais para afirmação política da nossa Comunidade residente em França”. Uma mensagem também de felicitações para todos os militantes social-democratas que foram eleitos incluindo mesmo membros da daquela Comissão política. “É um enorme orgulho para esta estrutura ver vários dos seus militantes assumir cargos políticos em França” diz uma nota do PSD/Paris.

“Para os nossos militantes mais antigos que tiveram oportunidade de acompanhar a integração da nossa Comunidade residente em França, este é um momento único. É o sinal que valeu a pena as reuniões que tivemos ao longo de várias décadas em torno da participação política da nossa Comunidade neste país que nos acolheu”.

Os militantes do PSD Paris manifestaram também a sua “preocupação” pela situação que vive o Consulado Geral de Portugal em Paris “que conhece dificuldades no atendimento da nossa Comunidade sem paralelo na sua história” diz a nota do PSD/Paris. “O PSD/Paris considera que entre os sucessivos anúncios do Governo sobre a rede Consular e a verdadeira realidade com a qual são confrontadas as nossas Comunidades vai uma distância que é inaceitável. As nossas Comunidades pelo papel relevante que tem assumido na afirmação externa do nosso país e no desenvolvimento de Portugal merecem outro tipo de atenção e de tratamento por parte deste Governo”.

A Secção manifestou também a sua preocupação sobre a situação do ensino de português em França “e lamenta que, dois anos depois da decisão do Governo francês de retirar o estatuto de língua de especialidade ao português no último ciclo do secundário, não haja qualquer informação que seja do domínio público sobre um conjunto de compromissos que foram assumidos tanto pelo lado francês como pelo português”.

Finalmente, o PSD Paris apela às autoridades portuguesas que “avancem com uma campanha de informação clara junto das nossas Comunidades sobre a verdadeira situação do país no que se refere à pandemia da Covid-19 para combater alguma desinformação das autoridades francesas que está a comprometer a deslocação a Portugal de muitos dos nossos compatriotas”.

 

Política

 

X