Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O mundo do futebol pode ser solidário com eventos ou tragédias que ocorrem pelo mundo fora. Rafael Leão, avançado luso-angolano do Lille, fez um donativo para Moçambique após as tragédias que se seguiram com a passagem do ciclone Idai.

O avançado que jogou no passado domingo com o Lille, tendo empatado a uma bola na deslocação ao terreno do Reims, explicou ao LusoJornal as razões que o levaram a fazer este gesto de solidariedade.

“Fiz um donativo para Moçambique, porque é um continente onde tenho familiares e de onde vêm os meus pais. É uma situação muito difícil pela qual estão a passar os Moçambicanos. Imagino o que as pessoas devem passar. Tentei ajudar com aquilo que posso e o que eu peço é que as pessoas olhem para esta situação. Tudo é bem vindo, podemos todos dar alguma coisa: roupa ou comida, mesmo se não é dinheiro. A situação é deveras complicada. Mando as minhas condolências para Moçambique. E também quero mandar força para todas as pessoas que estão a passar por este momento”, concluiu o avançado luso-angolano que nesta temporada apontou 8 golos no Campeonato francês de Ligue 1.

De notar que o último balanço da passagem do ciclone Idai dá conta de mais de 600 mortos no centro do país.

 

MCL

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
7.0
X