Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Cultura

 

“A arte ao serviço da sustentabilidade do planeta”

A Fundação Joana Vasconcelos vai organizar, na sexta-feira 9 de setembro, no Carreau du Temple, em Paris, a segunda edição da conferência internacional “Reboot: Artistic Sustainability – Beyond Green”. O evento é organizado em colaboração com a MG Boutique de Serviços e com curadoria de D. André de Quiroga.

A “Reboot: Artistic Sustainability – Beyond Green” afirma-se como uma “plataforma internacional de debate de ideias, incrementando o intercâmbio de talentos e a possibilidade de colocação de bolseiros estudantes de arte em instituições internacionais”.

A primeira edição reuniu relevantes nomes internacionais no Atelier Joana Vasconcelos, em Lisboa, para refletir sobre os desafios do presente e tentar encontrar sugestões de futuro. Artistas, curadores, programadores, colecionadores, pensadores, ativistas, políticos e intervenientes das mais diversas esferas do mundo juntaram-se para “potenciar as dinâmicas criativas e incrementar a responsabilidade social à escala planetária”.

A temática mantém-se atual, mas a edição deste ano traz novas abordagens sobre perspetivas acrescidas, como por exemplo “Arte & sustentabilidade” (o museu sem paredes: novos paradigmas de sustentabilidade, investigação e criação artística, interação social e influências recíprocas), “O futuro dos museus” (a herança de Denon: sentido e delimitação de um espaço que atribuiu valor e significado à criação artística), “Arts & Crafts” (a revalorização do artesanato, a Nova Bauhaus, a produção e comércio sob o domínio da Ética para um mundo mais sustentável) e “Arte & Gastronomia” (das relações entre os dois universos autorais na era do superchef).

“Desde 2012, a Fundação Joana Vasconcelos desenvolve atividades diversas nas áreas da educação e responsabilidade social para o campo das artes. Há vários anos que a Fundação atribui bolsas para estudantes de arte no ensino superior e pretende estender esta ação a instituições de países para além Portugal, representando a Reboot um passo importante nesse sentido, criando uma reflexão que tenta espelhar as diferentes nuances do pensamento contemporâneo, e contribuindo para um futuro de maior consciência cívica, de acordo com os princípios de igualdade, liberdade e fraternidade que queremos ver no mundo” explica Joana Vasconcelos.

Nesta segunda edição, o evento muda-se para Paris, numa altura em que se inaugura também a “Árvore da Vida” de Joana Vasconcelos, uma importante instalação site-specific criada para a Sainte Chapelle du Château de Vincennes.

Dez anos depois da mostra individual no Château de Versailles (a exposição mais vista em França em 50 anos, com um recorde de 1,6 milhões de visitantes), a artista contemporânea regressa a um importante monumento histórico no âmbito da Temporada Cruzada França Portugal 2022, com uma obra que se afirma, também ela, como um símbolo de sustentabilidade e pujança de futuro, patente a partir de 14 de setembro e até 15 de janeiro de 2023.

A organização da “Reboot: Artistic Sustainability – Beyond Green” confirma já a presença, por exemplo, de Bernard Blistène (ex-Diretor do Museu de Arte Moderna do Centro Pompidou), Demetrio Paparoni (curador e crítico de arte), Graça Fonseca (socióloga e ex-Ministra da cultura), Olivier Reneau (jornalista especializado em arte, arquitetura e gastronomia), Pierre Hermé (chef) ou Natalia Vodianova (Embaixadora da boa vontade do Fundo de População das Nações Unidas).

 

Donativos LusoJornal
X