Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

A Secção do PSD de Paris reuniu este sábado, dia 2 de outubro, em Aulnay-sous-Bois (93) onde abordou assuntos relacionados com as recentes eleições autásquicas portuguesas, com a rede consular e o Conselho das Comunidades.

Os militantes do PSD Paris alertam para a situação de “rotura quase total” que conhece a rede consular em França. “Chegam-nos todos os dias testemunhos de pessoas que desesperam por um simples agendamento ou apenas que uma chamada telefónica seja atendida para que possam obter uma informação. Meses e meses de atraso no atendimento dos utentes o que cria imensos problemas às pessoas, às famílias e às empresas lê-se num comunicado enviado às redações, assinado por Joaquim de Oliveira Morais, Presidente da Comissão Política.

“A incapacidade no atendimento, apesar do esforço dos Chefes de Posto e dos funcionários que foram abandonados à sua sorte pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, não tem paralelo na história da democracia e deixa uma imagem do nosso país junto das autoridades locais que a todos envergonha” diz o comunicado do PSD Paris. “Há vários anos que temos vindo a alertar para esta situação que mereceu do Governo anúncios e mais anúncios que já prenunciavam a situação de colapso que agora vivemos”.

 

Eleições para o CCP também são alvo de crítica

A Secção do PSD Paris manifesta também a sua “total perplexidade” pela forma como está a ser gerido o processo para a marcação das eleições para o Conselho das Comunidades que já levam dois anos de atraso. “Se é verdade que a pandemia pode explicar algum atraso, os militantes desta estrutura lembram que durante este período já tiveram lugar as eleições presidenciais, as eleições para o Parlamento Europeu e bem recentemente as eleições autárquicas” diz o comunicado do PSD Paris. “A forma como o Governo tem gerido este processo describiliza um órgão fundamental para a definição de políticas para as Comunidades portuguesas. As comunidades não merecem ser tratadas desta forma”.

O primeiro assunto de debate dos sociais-democratas foram as recentes eleições autárquicas em Portugal. “A Secção do PSD Paris saúda todos aqueles que se candidataram nas listas do PSD às eleições autárquicas e destaca as candidaturas de militantes das estruturas da emigração que, apesar da distância, estiveram empenhados neste processo eleitoral dando visibilidade a um sector que deve também contar para o Poder Local. Foram um excelente exemplo do que é ser português a residir no estrangeiro”.

Da Secção do PSD de Paris faz parte o Deputado Carlos Gonçalves.

 

Política
X