Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Desporto

 

 

A Seleção Nacional Portuguesa de Seniores Femininos, liderada por Hugo Silva, viaja esta tarde para Rennes, onde vai medir forças com a sua congénere francesa – 7ª classificada no último Europeu – nos dias 13 (20h30), 15 (17h00) e 16 de maio (14h00) no pavilhão Salle Colette Besson, em jogos de preparação das duas Seleções respetivamente para a European Silver League e European Golden League.

Antes de partirem para França, as portuguesas ainda realizam um último treino esta manhã em Santo Tirso, para onde regressarão para retomar a preparação em solo pátrio no dia 18 de maio.

“Numa preparação tão curta como a que vamos ter para a Silver League e com atletas ausentes por não terem acabado ainda todas as competições, a opção de jogar é a forma indicada para preparar uma equipa de maneira a apresentar-se nas melhores condições possíveis na competição” salienta Hugo Silva. “Serão três jogos com uma excelente Seleção e que irão permitir montar uma equipa para iniciar a nossa desafiante e ambiciosa caminhada no feminino”.

O Técnico português diz ainda que “sinto que estão reunidas condições para encararmos as competições em que estamos inseridos de forma confiante e – quem sabe? – este poder vir a ser o momento de viragem do voleibol feminino que todos tanto ambicionam”.

Na European Silver League de femininos, a Seleção Nacional vai enfrentar, na Pool A, a Estónia, sua adversária na edição da ESL de 2021, a Suécia, que defrontou na fase de qualificação para o Campeonato da Europa de 2021, a Eslovénia e o Luxemburgo.

Hugo Silva, que durante vários anos foi o responsável técnico pela Seleção Nacional de Seniores Masculinos e se estreia este ano à frente da Seleção Nacional de Seniores Femininos, antevê a fase preliminar da ESL: “Neste grupo, o adversário mais difícil será a Suécia, mas a minha preocupação é a nossa Seleção e é com as nossas jogadoras que quero deixar algo de positivo no voleibol feminino. Queremos chegar a qualquer competição e ganhar, mas o processo de crescimento vai ser longo e iremos, primeiramente, focar-nos em nós próprios, de maneira a formarmos uma Seleção com um modelo de jogo bom e capaz de discutir o resultado com qualquer Seleção”.

Em 2021, a Seleção Nacional fez história na European Silver League ao apurar-se para a Final Four da prova depois de vencer a Pool B de qualificação – na cidade bósnia de Zenica -, com cinco vitórias e apenas um desaire: Estónia (3-2 e 3-1), Letónia (3-0 e 3-0) e Bósnia-Herzegovina (0-3 e 3-1), tendo sido esta última Seleção a vencer a ESL 2021.

Como a presente edição da Silver League apresenta apenas uma pool, os dois primeiros classificados apuram-se para a final, agendada para o dia 2 de julho. O vencedor da final qualifica-se para a European Golden League 2023.

A Pool A da ESL arranca no dia 25 de maio (quarta-feira), em Viana do Castelo, com o Estónia x Portugal e prolonga-se até ao dia 26 de junho.

A comitiva portuguesa parte do Porto hoje pelas 13h20, estando a chegada a Rennes prevista para as 16h15 locais (Voo U27623). O regresso ao nosso País está agendado para o dia 17 de maio.

 

Donativos LusoJornal
X