Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Seleção portuguesa de futebol deu um passo de gigante rumo às meias-finais da Liga das Nações, ao vencer por 3-2 a Polónia, em Chorzow, no segundo encontro de Portugal no Grupo 3 da Liga A, a primeira divisão da nova prova da UEFA.

A formação da casa abriu por Krzysztof Piatek (18 min) e fechou o marcador por Jakub Blaszczykowski (77 min), mas pelo meio, Portugal marcou três golos, por André Silva (31 min), Kamil Glik na própria baliza (43 min) e por Bernardo Silva (52 min).

De notar que o antigo monegasco, Bernardo Silva, que veste agora a camisola dos Britânicos do Manchester City, acabou por liderar a Seleção das Quinas e levar de vencido este encontro frente a um antigo colega de equipa, Kamil Glik, que joga no Monaco, e também frente a outro jogador que atua em França no Amiens, o médio Rafal Kurzawa.

“A Polónia entrou forte no jogo, melhor do que nós, e depois do golo demos a volta à situação, fomos intensos e criámos ocasiões de perigo, fazendo dois golos” explica Bernardo Silva, antigo monegasco. “Fomos uma equipa dominante e criámos bastantes dificuldades a uma equipa fisicamente forte como é a Polónia. Queremos confirmar o primeiro lugar do grupo, e demos um passo importante. Todas as equipas são diferentes. Muitos jogadores saíram e há uma geração nova, com uma forma diferente de jogar. Estamos contentes pelos últimos resultados, porque toda a gente que chegou à Seleção tem dado o seu melhor e tem estado muito bem”, concluiu o avançado português que teve Leonardo Jardim como Treinador no Monaco.

Na classificação, e finalizada a primeira volta, Portugal, que se tinha estreado com um triunfo por 1-0 na receção à Itália, passou a somar seis pontos, contra um de italianos e polacos, quando as duas equipas totalizam dois encontros.

De referir que o luso-francês Kevin Rodrigues, jogador da Real Sociedad em Espanha, e o central luso Pedro Mendes, que atua no Montpellier em França, ficaram no banco de suplentes.

A formação das ‘quinas’ volta a jogar a 17 de novembro, em Itália, sem Pepe, que viu o segundo amarelo em dois jogos, mas pode garantir as meias-finais já no domingo, se a Polónia e a Itália voltarem a empatar, em Chorzow.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
6.9
X