Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Empresas

 

Cerca de 100 expositores portugueses vão participar na feira agroalimentar SIAL Paris, que vai ter lugar entre os dias 15 e 19 de outubro, nos 8 pavilhões do parque de exposições de Paris Nord Villepinte.

A SIAL é o maior salão mundial para o setor agroalimentar, com dados notáveis: 7.000 expositores e mais de 200.000 visitantes de 120 países e 250.000 m2 de exposição.

Desde 2012, o SIAL integrou também a feira IPA (equipamentos/máquinas para os processos alimentares) que se tornou hoje num dos sectores da feira denominado “Equipamentos, tecnologias e serviços”.

Com a presença de 99 expositores portugueses, esta é uma das feiras profissionais em França com mais expositores nacionais.

Entre os produtos frescos, congelados, cozinhados, especiarias, carnes, bebidas e algumas empresas na área dos processos, este certame agrupa um painel largo da oferta portuguesa do setor alimentar e agroalimentar.

Este ano, quatro organismos apoiam o essencial da presença industrial lusa na promoção dos seus produtos em Paris: a Portugal Foods, com 48 expositores, a ALIF, Associação nacional da indústria do frio e do comércio de produtos alimentares, com 11 expositores, a “Inovcluster” com 5 expositores e a “Invest Madeira” com 4 expositores.

As associações empresariais agrupam cerca de 65% da presença portuguesa nesta feira. As restantes 28 empresas estão presentes individualmente.

Neste evento, os participantes podem ter contacto com importadores/distribuidores e retalhistas, com o objetivo de explorar novos mercados e potenciar negócios. Por outro lado, no recinto, haverá um espaço dedicado ao acompanhamento das tendências de inovação (‘SIAL Innovation’) e outro (‘SIAL Talks’) onde se vão realizar mesas redondas e debates. Paralelamente, o ‘Future Lab’ vai permitir percecionar como será a alimentação na próxima década.

“Neste momento tão desafiante, face à conjuntura de crise política e económica mundial, a promoção internacional do setor, de forma concertada e coesa, é cada vez mais importante para que as empresas continuem a crescer e a contribuir para o aumento das exportações do setor”, afirmou a Diretora executiva da PortugalFoods, Deolinda Silva.

A ALIF anuncia que no pavilhão de Portugal, hall 4, será apresentada uma larga gama de produtos da pesca, desde o peixe fresco, congelado, seco e salgado, até ao peixe em conserva. “Os produtos portugueses da pesca são dos mais prestigiosos além-fronteiras” diz um comunicado da ALIF enviado às redações.

No pavilhão da ALIF vai ser possível provar alguns produtos expostos, graças ao ‘show cooking’ do Chef Helder Diogo.

Ainda segundo a associação, em 2021, as exportações dos produtos da pesca atingiram 1.120,9 milhões de euros, ou seja, um crescimento de 22,3% em relação ao ano precedente.

Neste evento que promove, num só local, o melhor da indústria agroalimentar a nível mundial, estarão representadas todas as categorias como: meat products, groceries, sweet groceries, dairy products, frozen foods, organic and wellness, beverages, fruits and vegetables, catering and snacking, seafood and food processing, etc.

Um dos produtos portugueses a descobrir é o handy rice, ‘snack’ à base de arroz e yacon (tubérculo), que venceu o prémio nacional de ecoinovação alimentar e vai representar Portugal na competição Ecotrophelia, que decorre no âmbito do SIAL Paris.

O prémio nacional de ecoinovação alimentar, o Ecotrophelia Portugal, que decorreu no Porto, é uma iniciativa organizada pela PortugalFoods, que tem por objetivo distinguir a inovação e competitividade no setor alimentar, dirigida a estudantes, investigadores, professores e profissionais da indústria.

Conforme detalhou, em comunicado, a PortugalFoods, o handy rice é resultado de um trabalho conjunto de estudantes dos departamentos de comunicação e arte e química da Universidade de Aveiro e da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

A participação portuguesa no SIAL está a ser acompanhada pela equipa da AICEP em Paris e a Câmara de comércio e indústria franco-portuguesa (CCIFP) já anunciou que estará presente para acompanhar alguns dos seus membros.

Neste momento, o Secretário de Estado da Pesca também já anunciou que virá ao certame.

 

Donativos LusoJornal
X