Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Sporting CP assegurou que fará valer os seus direitos junto da FIFA para reclamar aos Franceses do Lille a compensação devida pelos direitos desportivos do futebolista Rafael Leão (na foto), agora transferido para o AC Milan.

“O Sporting CP continuará a lutar por fazer valer os seus direitos nas instâncias competentes e, sobretudo, junto da FIFA, onde reclamará do Lille a compensação devida pelos direitos desportivos de Rafael Leão, de que se viu ilicitamente privada, cujo valor é ilustrado pela transferência agora anunciada”, pode ler-se no comunicado emitido pela SAD ‘leonina’ na sequência do anúncio oficial pelo AC Milan da contratação do ex-jogador do Sporting por cinco épocas.

No mesmo texto o clube de Alvalade sublinha que continua a considerar que “não assistia razão a Rafael Leão para resolver o contrato de trabalho desportivo que o ligava ao Sporting”.

Por essa razão, a SAD promete “tudo fazer para que os infratores não sejam beneficiados, como mandam as regras do jogo e da ética na relação entre clubes”.

O jogador, formado nos ‘leões’, foi um dos nove futebolistas que rescindiram unilateralmente com o Sporting, após o ataque de adeptos à academia de Alcochete, em maio de 2018, no final de um campeonato em que a equipa terminou em terceiro.

Alguns jogadores acabariam por chegar a acordo ou até regressarem ao Sporting, já sob a gestão de um presidente interino, na ocasião Sousa Cintra, mas Rafael Leão manteve um litígio com o antigo clube.

O Sporting reclama uma indemnização de 45 milhões de euros ao seu antigo jogador, que disputou 26 jogos e marcou oito pelo Lille na época passada, sagrando-se vice-campeão francês.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
7.4
X