Sporting Clube de Portugal Futsal

Sporting goleia ACCS Asnières e apura-se para final da ‘Champions’ de futsal

Desporto

 

 

O Sporting exibiu-se ontem a um grande nível para afastar os franceses do ACCS Asnières Villeneuve, por 6-2, e marcar presença pela sexta vez na final da Liga dos Campeões de futsal, para poder revalidar o título.

Os ‘leões’, presentes pela nona vez na ‘final four’ da prova, em que conquistaram duas das três últimas edições, em 2019 e 2021, marcaram por Esteban (05 min), Tomás Paço (11 min), Alex Merlim (12 e 30 min), Cavinato (25 min) e Cardinal (33 min), de penálti.

Por sua vez, na Arena de Riga, na Letónia, o conjunto da segunda liga francesa reduziu distâncias por Nelson Lutin (18 min) e Salah Galmim (28 min).

Na final, agendada para domingo, a partir das 16h00, igualmente em Riga, o Sporting vai defrontar o FC Barcelona, vencedor da outra meia-final de ontem face ao Benfica.

O Campeão europeu em título teve uma entrada a todo o ‘gás’ e no primeiro tempo resolveu, praticamente, a meia-final, na qual foi superior e podia ter construído um resultado ainda mais dilatado, dada a diferença de qualidade entre os dois conjuntos.

Cardinal, primeiro, e Cavinato, logo a seguir, só não foram os primeiros marcadores ‘leoninos’, porque o poste impediu, mas indicaram que o golo inaugural, da autoria de Esteban, estava prestes a acontecer.

À passagem do minuto cinco, Erick Mendonça rematou de longa distância e a bola acabou por desviar no ala espanhol do Sporting, enganando o guardião adversário.

Em vantagem, a equipa comandada por Nuno Dias ficou ainda mais confortável e foi uma questão de tempo até chegar ao segundo tento, da autoria de Tomás Paçó (11 min), na sequência de um canto cobrado na direita, que só parou na cabeça eficaz do fixo.

No minuto seguinte, e com a equipa gaulesa a acusar as diferenças, o Sporting acabou por fazer o terceiro, por Alex Merlim (12 min), após boa combinação com Zicky Té.

Os gauleses apostaram num guarda-redes avançado desde muito cedo, criando até alguns sobressaltos, e, por outro lado, esperaram que o virtuoso Ricardinho, que teve um primeiro tempo discreto, tirasse um ‘coelho da cartola’ para ajudar a encurtar distâncias.

O tento do ACCS Asnières Villeneuve aconteceu mesmo, instantes antes de um momento menos bonito na quadra, protagonizado por Pany Varela, que recebeu ordem de expulsão e irá falhar a final, após uma atitude reprovável com um adversário.

O ala Nelson Lutin, a dois minutos do intervalo, ‘disparou’ forte e bateu Guitta, um tento que colocou o ACCS ainda com esperanças de discutir a eliminatória.

Após o descanso, a toada manteve-se, com os ‘leões’ a controlarem todos os momentos do jogo, chegando, naturalmente, ao quarto golo, desta vez graças ao ‘encosto’ de Cavinato (25 min), depois da segunda assistência de Zicky Té no jogo.

Com 4-1 no marcador, o Sporting foi gerindo a larga vantagem e passou mais tempo a defender, face à situação de 5 contra 4 do adversário, que voltou a balançar as redes, agora por Salah Galmim (28 min), que teve resposta dois minutos depois, quando Merlim (30 min), num lance individual, anotou o quinto.

A ‘machadada final’ deu-se pelo experiente pivot Cardinal (33 min), através da marca de penálti, a castigar uma falta cometida por Souheil Mouhoudine.

Sporting 6-2 ACCS Asnières Villeneuve

Jogo realizado na Arena de Riga, na Letónia

Ao intervalo: 1-3.

ACCS Asnières Villeneuve: Careca, Thiago Bolinha, Nélson Lutin, Landry N’Gala e Souheil Mouhoudine. Jogaram ainda: Abdelillah Alla, Ricardinho e Salah Galmim. Treinador: Sergio Mullor.

Sporting: Guitta, João Matos, Erick Mendonça, Diego Cavinato e Alex Merlim. Jogaram ainda: Tomás Paçó, Pauleta, Pany Varela, Miguel Ângelo, Esteban Guerrero, Zicky Té, Cardinal, Waltinho e Bernardo Paçó. Treinador: Nuno Dias.

 

Donativos LusoJornal