Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Sporting despediu-se ontem do estágio na Suíça com nova derrota, a terceira consecutiva, desta vez por 2-1, frente aos franceses do Marseille, com lapsos defensivos dos ‘leões’ em Évian-les-Bains, França.

O avançado camaronês N’Jie (02 min e 52 min) foi o autor dos golos do quinto classificado da última liga gaulesa, com Doumbia (71 min) a reduzir, de penalti, e a atenuar o desaire, num jogo em que as equipas revelaram as normais dificuldades de entrosamento da pré-época.

Neste estágio, o Sporting começou por ganhar aos turcos do Fenerbahçe por 2-1, mas perdeu os seguintes encontros frente aos espanhóis do Valência, por 3-0, e aos suíços do Basileia, por 3-2.

Ainda sem Rui Patrício, William Carvalho, Adrien e Gelson, que entraram mais tarde em férias por terem estado ao serviço de Portugal na Taça das Confederações, o Sporting também estreou o extremo argentino Acuña, provavelmente pelo facto de o processo de inscrição ainda não estar concluído.

O Sporting começou o jogo a perder, pois, logo no primeiro ataque, ao minuto e meio, o Marseille colocou a bola nas costas do central uruguaio Coates e o camaronês N’Jie correu longos metros para a baliza, fintou Pedro Silva e atirou a contar, de nada valendo o esforço de Mathieu, que chegou ligeiramente atrasado.

O guarda-redes ‘leonino’ evitou o segundo aos quatro minutos, ao ‘voar’ para negar o golo a Sari, que rematou sobre a direita, ainda fora da área.

Os pupilos de Jorge Jesus tinham mais bola, mas eram pouco imaginativos no ataque, com um futebol ainda sem velocidade e algo previsível, pelo que facilmente anulado por um adversário com rotinas mais percetíveis.

O Marseille esteve mesmo novamente mais perto do segundo, mas N’Jie (43 min) fez o quase impossível, quando, na pequena área, desviou tão ao de leve a bola que esta não foi para a baliza.

O camaronês redimiu-se aos 52 minutos, quando Payet cruzou sem oposição na esquerda para o segundo poste, onde N’Jie se limitou a encostar, novamente com a defesa ‘leonina’ a ver jogar.

O Sporting apenas ameaçou aos 66 minutos, em remate de fora da área de Bruno Fernandes, sem acertar no alvo, e, aos 69, o árbitro entendeu que Rami fez falta sobre Podence, marcando penálti, que o recém-entrado Doumbia converteu.

O conjunto português, mais combativo, entrou, então, no seu melhor período, mas Matheus Pereira (76 min) não conseguiu bater Mandanda, e, depois, foi Doumbia a ver Doria fazer corte providencial.

Num dos últimos lances, Pedro Silva evitou o terceiro dos gauleses, com defesa vistosa a remate de Germain.

 

Jogo no Stade Camille Fournier, em Évian-les-Bains.

Equipas:

– Marseille: Mandanda, Hubocan, Doria, Rami, Sakai (Sertic, 90 min), Sanson (Maxime Lopez, 60 min), Gustavo, Anguissa, Payet (Sarr, 89 min), N’Jie (Germain, 80 min) e Sari (Ocampos, 69 min).

Treinador: Rudi Garcia.

– Sporting: Pedro Silva, Piccini, Coates (Tobias Figueiredo, 57 min), Mathieu, Fábio Coentrão (Jonathan Silva, 49 min), Petrovic (Matheus Pereira, 49 min), Battaglia, Bruno César (Mattheus Oliveira, 49 min), Bruno Fernandes (Palhinha, 68 min), Alan Ruiz (Podence, 49 min) e Bas Dost (Doumbia, 57 min).

Treinador: Jorge Jesus.

 

Árbitro: Oliver Thual.

Ação disciplinar: Nada a assinalar.

Assistência: Cerca de 4.000 espetadores.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.7
X