Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Paris Saint Germain juntou-se ao Lyon na final da Taça da Liga de futebol. Os Parisienses venceram por 0-3 na deslocação ao terreno do Reims.

O PSG dominou o jogo do princípio ao fim e raramente esteve em dificuldade perante uma equipa do Reims que acabou por não surpreender os Parisienses.

Aos 9 minutos de jogo a equipa parisiense passou para a frente do marcador com um tento apontado pelo defesa brasileiro Marquinhos.

Na primeira parte a sorte não esteve do lado do Reims visto que o segundo golo parisienses acabou por ser um golo na própria baliza do defesa marfinense, Ghislain Konan, jogador que já atuou em Portugal no Vitória de Guimarães.

A perder por 0-2, o Reims pouco ou nada podia esperar da segunda parte. Recorde-se que no banco de suplentes a equipa da Região do Champagne contava com o médio luso-guineense Moreto Cassamá, que acabou por não entrar.

O resultado final fixou-se em 0-3 com o derradeiro tento a ser apontado pelo médio francês Tanguy Kouassi aos 77 minutos de jogo.

O Paris Saint Germain vai defrontar o Lyon a 4 de abril no Stade de France em Paris.

 

Anthony Lopes superou armada portuguesa do Lille

O Lyon venceu em casa o Lille na marcação das grandes penalidades por 4-3, isto após o empate a duas bolas no fim do tempo regulamentar.

O Lille até começou melhor com um tento do internacional português Renato Sanches aos 13 minutos de jogo. No entanto este jogo ia ser um encontro em torno das grandes penalidades. Aos 17 minutos, Moussa Dembélé, avançado do Lyon, empatou após uma grande penalidade.

No intervalo as duas equipas estavam empatadas a uma bola.

A segunda parte acabou por ser equilibrada. As duas equipas tiveram oportunidades de golo, mas quem acabou por passar, primeiro, para a frente do marcador foi o Lyon com um tento apontado pelo médio francês Houssem Aouar aos 85 minutos.

A equipa da casa, que não contou com o guarda-redes português Anthony Lopes, que ficou no banco de suplentes, parecia ter feito o mais difícil ao marcar o segundo golo.

No entanto o Lille, com três portugueses dentro das quatro linhas – José Fonte, Renato Sanches e Tiago Djaló -, não desistiu e arrecadou uma grande penalidade em cima do minuto 90, uma oportunidade que não deixou escapar o avançado francês Loïc Rémy.

No fim do tempo regulamentar, e com o empate a duas bolas, as duas equipas tiveram de passar pela marcação das grandes penalidades, visto que na Taça da Liga francesa não há prolongamento.

O Lyon acabou por vencer por 4-3 com a última grande penalidade do Lille a ser falhada pelo internacional português Renato Sanches.

O Lyon de Anthony Lopes vai agora medir forças com o Paris Saint Germain do Brasileiro Neymar.

 

LusoJornal Artigos
X