Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

“Tony”: documentário sobre Tony Carreira filmado em Portugal e em França estreia esta quinta-feira em Portugal

O filme “Tony”, sobre Tony Carreira, realizado por Jorge Pelicano, estreia já esta quinta-feira, dia 25 de julho, nos cinemas portugueses. É um documentário que reflete o percurso de vida do artista português desde que saiu de Armadouro, emigrou para França e regressou a Portugal.

“Após 30 anos de canções, Tony Carreira anuncia uma pausa que ninguém imaginava. Os fãs recusam-se a acreditar que o seu cantor de sonhos os vai deixar. Ao longo da digressão de 2018 até ao derradeiro concerto na Altice Arena, Tony defronta-se com o peso da sua decisão. Mas o que leva, na verdade, o artista português com mais sucesso de todos os tempos a tomar a decisão de se afastar?” lê-se na apresentação do filme.

Ao completar 30 anos de canções, Tony Carreira anunciou uma pausa e o realizador Jorge Pelicano e sua equipa tiveram acesso exclusivo durante um ano à vida pessoal e profissional do artista português com mais sucesso de sempre.

Em Portugal, a equipa acompanhou vários concertos de Tony Carreira. Em França, filmou a digressão do artista e testemunhou o carinho que a Comunidade emigrante portuguesa sente por Tony.

Depois, seguiram-se as gravações do dueto do cantor português com Rudy Perez, um dos mais prestigiados produtores de música latina e um dos nomes envolvidos na polémica do plágio. Por fim, em Israel, a equipa seguiu Tony na concretização do sonho de uma vida. É um olhar captado por dentro dos bastidores da digressão, dos estúdios e da casa de Tony Carreira, onde marcam presença a família, os amigos e os fãs que, mesmo nos momentos mais difíceis, nunca o abandonaram.

“Tony” revisita também a infância de Tony Carreira em Armadouro, Pampilhosa da Serra, até ao seu primeiro sucesso nos anos 80 em França como cantor emigrante no grupo de baile “Irmãos 5”. Trinta anos depois, o reconhecimento e o orgulho da Comunidade portuguesa emigrante após a conquista feita por Tony das grandes salas de espetáculo, como o Olympia em Paris.

O filme revela ainda o homem que, desde sempre, esteve lado a lado com Tony Carreira a lutar para vencer o preconceito contra a música ligeira portuguesa e abrir as portas das grandes salas de espetáculo em Portugal e no estrangeiro: José Antunes, o irmão de Tony. Na criação musical, o compositor Ricardo Landúm, que escreveu centenas de canções com Tony, explica as razões do sucesso do cantor.

Com imagens inéditas e testemunhos únicos, o filme mostra porque Tony Carreira, uma inspiração para milhares de portugueses, é apelidado de “fenómeno”.

Um retrato inédito, guiado pela música, da vida de Tony Carreira, mas também da história desses milhares portugueses que o acompanham há 30 anos.

Jorge Pelicano, realizador e cineasta português, nasceu na Figueira da Foz em 1977. Após a sua formação em Comunicação e Relações Públicas, terminou uma pós-graduação em Comunicação e Jornalismo, na Universidade de Coimbra, iniciando a sua carreira como repórter de imagem. Ao viajar por Portugal e pelo mundo, contando histórias com forte impacto social e humano, a paixão pela sétima arte começou a ganhar forma.

Em 2005, Jorge Pelicano estreou o documentário “Ainda há Pastores?”, seguido de “Pare, Escute, Olhe” (2009), “Pára-me de Repente o Pensamento” (2015) e “Até que o Porno nos Separe” (2018).

Os seus documentários foram exibidos em mais de 20 países e ganharam vários prémios nacionais e internacionais.

Desde 2013, Jorge Pelicano tem se dedicado exclusivamente à realização de documentários na produtora Até ao Fim do Mundo. “Tony” (2019) é o seu mais recente filme.

.

https://www.youtube.com/watch?v=1a79qKc_mOA&feature=youtu.be

 

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.5
X