Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Os trabalhadores da Caixa Geral de Depósitos (CGD) em França suspenderam a manifestação prevista para esta sexta-feira junto à Embaixada de Portugal, em Paris, devido a um «período de tréguas» acordado para o período em que decorrem as negociações.

O «período de tréguas» foi pedido pelo Mediador nomeado pelo Tribunal de Grande Instância de Paris que está a assistir às reuniões de negociação entre a Direção, os Sindicatos que apoiam a greve e os Sindicatos não aderiram à paralisação.

«A manifestação desta sexta-feira foi suspensa devido ao período de tréguas enquanto duram as reuniões de negociação. O Mediador pediu as tréguas a todas as partes e, por isso, não vão ser feitas declarações aos jornalistas durante este período», disse à Lusa Lurdes Monteiro, Delegada sindical da Force Ouvrière, um dos Sindicatos que apoia a greve, que começou a 17 de abril.

Lurdes Monteiro precisou que a greve se mantém durante «período de tréguas» e explicou que «se as negociações não avançarem, não haverá outra solução senão fazer novas manifestações contra a alienação da Sucursal francesa da Caixa», depois de 10 protestos já realizados e de 10 semanas em greve.

O Mediador foi nomeado pelo Tribunal de Grande Instância de Paris, em 12 de junho, e começou por reunir-se com os Sindicatos que apoiam a greve e com os que não aderiram ao protesto bem como com a Direção, tendo participado, na quarta-feira desta semana, na primeira reunião de negociações conjunta.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
9.1
X