Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Cultura

 

 

“Marin des Montagnes”, documentário realizado pelo brasileiro Karim Aïnouz que foi apresentado no Festival de Cannes de 2021, será difundido no canal Arte na terça-feira, 15 de março, às 00h20, hora de França.

O documentário será depois disponibilizado nos serviços de replay e streaming na página de internet do canal (ver AQUI).

Um documentário realizado por Karim Aïnouz, cineasta cearense de origem argelina, e que trata uma ligação familiar entre o Brasil e a Argélia. Um filme que o Arte define como uma “autoficção sumptuosa que penetra o mistério das nossas origens”.

Karim Aïnouz nasceu em Fortaleza de mãe brasileira, especialista na investigação de algas vermelhas, e pai kabyle, engenheiro. Os seus pais, ainda estudantes, conheceram-se nos anos 60 nos Estados Unidos e Karim nasceu em 1966.

Quando criança, tudo o que ele sabia do seu pai cabia nos postais que ele lhe enviava do outro lado do oceano, onde tinha ido trabalhar na construção de uma Argélia independente.

Karim cresceu com a promessa de que o seu pai viria buscá-lo para viverem juntos na Argélia. Esperou em vão, ao ponto de perder o interesse.

A imagem do seu pai esvaneceu-se entre Paris e Argel e Karim só se encontrou com ele aos 18 anos, em França. Esperou mais 36 anos para descobrir a aldeia da sua família, um lugar perdido nas montanhas do Atlas, um lugar quase mítico para este filho que nada sabia sobre a família paterna.

Desta viagem, também interior, nasceu este documentário de título misterioso e paradoxal – “Marinheiro das Montanhas’ – e que nos prepara para o que se segue: um filme, como nos diz Clara Domingues, a tradutora deste filme para francês, que “conta sobretudo a resistência e a energia de dois povos na sua luta pela liberdade”. Dois povos, o brasileiro e o argelino, que lutaram contra dois tipos de opressão muito semelhantes. Os argelinos lutaram contra um anacrónico e sangrento colonialismo francês, enquanto os brasileiros enfrentaram vinte anos de uma ditadura militar de extrema-direita.

 

Donativos LusoJornal

 

X