Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Foram anunciados os dez finalistas do Prémio Début Trienal de Lisboa, que distingue “novas vozes cujo trabalho se está a revelar inovador”.

Das 146 candidaturas recebidas, de 39 países, foram selecionadas: Bast (França), Bonell+Dòriga (Espanha), COMUNAL: Taller de Arquitectura (México), gru.a (Brasil), Lacol (Espanha), LANZA Atelier (México), Lluís Alexandre Casanovas Blanco (EUA), Norman Kelley (EUA), sauermartins (Brasil) e SUPERVOID Architects (Itália).

O júri do Prémio Début é constituído por Ana Dana Beros, Anna Ramos Sanz, Fosco Lucarelli, Go Hasegawa, Joaquim Moreno, Mariabruna Fabrizi e Sofia von Ellrichshausen.

O vencedor do Prémio Début é anunciado nos dias inaugurais da 5.ª Trienal de Arquitectura de Lisboa, que decorre entre 03 de outubro e 02 de dezembro. A 5.ª edição, com curadoria-geral do Francês Éric Lapierre, “pretende olhar como as diferentes formas de expressão da racionalidade na arquitetura, funcionando como ponto de partida para uma compreensão global”.

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.2
X