Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Filipe Albuquerque subiu ontem à tarde ao terceiro lugar do pódio em Paul Ricard em mais uma jornada do European Le Mans Series. Mas uma penalização de 30 segundos por ter excedido o limite de velocidade durante uma situação de «Full Course Yellow» durante a corrida, caiu para o quinto posto.

Tinha sido um bom resultado que só não foi melhor graças ao comportamento de um adversário logo no início da corrida que abalroou o Ligier da United Autosports e o remeteu para a cauda do pelotão. Daí em diante, Filipe Albuquerque, Will Owen e Hugo de Sadeller encetaram uma recuperação notável graças a uma excelente estratégia delineada por toda a equipa, que lhes permitiu cruzar a linha de meta no terceiro lugar e minimizar as perdas que nos início da corrida pareciam vir a ser maiores.

Filipe Albuquerque no final da corrida estava satisfeito com o resultado tendo em conta o sucedido: «Foi um início catastrófico. Não estávamos mesmo nada a espera. Fizemos um bom arranque, já estávamos em quarto e adivinhava-se um boa corrida quando tudo aconteceu. Felizmente que a equipa delineou uma boa estratégia que nos permitiu ganhar posições gradualmente. Foi uma corrida de trás para a frente, focados em minimizar os estragos. Fizemos o que podíamos e depois de termos estado em último conseguirmos chegar a terceiro, foi excepcional para nós e para a equipa», referiu antes de saber que tinha sido penalizado.

Num comunicado depois de ter a comunicação de que foi penalizado, Filipe Albuquerque comentou que «foi uma falha de comunicação».

«Quando entrei em pista não sabia que estava em situação de ‘full course yellow’ pelo que em vez de estar a rodar em 80 kms/h estava a 140 kms/h. Assim que me apercebi reduzi a velocidade mas não fui a tempo. Não merecíamos, numa corrida que já tinha sido tão difícil, que isto nos acontecesse. Mas, não há nada a fazer. Agora é recuperar os pontos perdidos nas próximas corridas», explicou Filipe Albuquerque desiludido.

Em termos de Campeonato, Filipe Albuquerque e os seus companheiros mantêm a segunda posição, agora a sete pontos do líder quando ainda estão em jogo 52 pontos e duas corridas, uma em Spa e outra em Portimão.

«Aquilo que não nos derruba torna-nos mais fortes. É assim que deixamos Paul Ricard. Hoje foi uma corrida muito dura, esperamos que as próximas sejam melhores e que possamos discutir a vitória em circunstâncias de igualdade. O título continua nos nossos horizontes, é preciso salientar», concluiu Filipe Albuquerque que em conjunto com os seus companheiros de equipa são os únicos que somam duas vitórias esta época.

A próxima prova do ELMS acontece no mítico circuito belga de Spa-Francorchamps a 23 e 24 de setembro.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.9
X