Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Desporto

 

O ténista português João Sousa travou ontem uma longa batalha com o francês Richard Gasquet na ronda inaugural de Wimbledon, terceiro ‘major’ da temporada, que decorre até 10 de julho, mas acabou por ceder em cinco ‘sets’.

O número um português e 60 no ‘ranking’ ATP ainda recuperou de uma desvantagem de dois ‘sets’ a zero, mas não resistiu ao último parcial e entregou a qualificação para a segunda eliminatória a Richard Gasquet (69º ATP), ao cabo de três horas e 28 minutos, com os parciais de 7-6 (9-7), 6-2, 4-6, 4-6 e 6-3.

Depois de desperdiçar um ‘set point’ na primeira partida, com 6-5 no marcador, e outro no ‘tie-break’, o vimaranense viu o antigo semifinalista de Wimbledon ser mais eficaz e a converter a sua segunda oportunidade para fechar favoravelmente o parcial.

No segundo ‘set’, João Sousa, de 33 anos, reagiu bem com um ‘break’ de entrada, mas o tenista gaulês não se intimidou e provocou três quebras de serviço para dilatar a vantagem no marcador (2-0).

Obrigado a vencer o terceiro parcial para se manter em prova, o minhoto fez o ‘break’ no sétimo jogo e obrigou Richard Gasquet, antigo ‘top 10’ mundial, a jogar o quarto ‘set’, decidido com apenas uma quebra de serviço no nono jogo (5-4), provocada por João Sousa.

Na hora de todas as decisões, o jogador francês, de 36 anos, voltou a ser mais forte, mais eficaz e, graças a um único ‘break’ no quarto jogo (3-1), passou para a frente e assegurou a qualificação para a segunda ronda do torneio britânico.

Enquanto João Sousa, eliminado do quadro de singulares, fica agora dedicado apenas à competição de pares, ao lado do australiano Jordan Thompson, Richard Gasquet vai defrontar o norte-americano Mackenzie McDonald, que afastou o também português Nuno Borges, na próxima ronda.

Donativos LusoJornal
X