Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

Filha de mãe portuguesa – cujo pai era dirigente comunista francês – e de pai português que passou por Champigny nos anos 60, Ângela da Graça Pereira considera-se uma “bebé da lusofonia”.

Depois de ter estudado no Brasil, vive atualmente em Montpellier, onde criou a Associação Passerelle France-Brésil & Solidarités Lusophones. Numa entrevista ao LusoJornal, conduzida por Dominique Stoenesco, explica quais os objetivos da associação e quais os seus principais projetos.

 

 

Associações
X