Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

Na cidade de Montluel, no Ain (01), vive uma grande Comunidade portuguesa, com escola de português a funcionar na associação portuguesa local.

Maria do Céu Barros, a responsável na associação pelas aulas de português, explicou ao LusoJornal que só foi possível começar as aulas do primário, colégio e liceu, após as férias de “Todos os Santos”, no início do mês de novembro.

“Este ano está a ser muito complicado, mas verificamos, positivamente, um grande interesse das famílias em inscreverem os seus filhos na escola portuguesa. Por norma, as inscrições são feitas no mês de março anterior ao início do ano letivo, o que aconteceu, mas depois, em setembro, tivemos ainda famílias que vieram fazer inscrição dos filhos” explica Maria do Céu Barros.

“Abrimos uma nova secção em Daigneux, cidade que se situa aqui mesmo ao lado de Montluel, com 17 crianças na primária, e aqui em Montluel temos cerca de 30. Também temos 35 alunos no colégio e liceu”. Este ano, também devido à pandemia de Covid-19, “não haverá entrega de diplomas como é habitual no Consulado de Portugal em Lyon, pois não houve exames” concluiu Maria do Céu Barros.

As aulas dos alunos do colégio e do liceu têm sido feitas via internet, mas as aulas para os alunos da primária, nos dois polos, Montluel e Daigneux, são presenciais.

Por outro lado, certos eventos da associação, como por exemplo a habitual Festa religiosa em honra de Nossa Senhora de Fátima, foi parcialmente anulada, só aconteceu a recitação do Terço, transmitido via YouTube, no dia 13 de maio, e presidida pelo pároco de Montluel.

O Torneio de Sueca teve lugar normalmente, no último fim de semana antes do confinamento de março. Mais tarde, em outubro, foi organizada, também normalmente, a Homenagem a Nossa Senhora de Fátima, no dia 13 de outubro, com grande presença da Comunidade portuguesa.

A associação diz que não está com dificuldades económicas. O fato de não ter sede própria nem arrendada, sem despesas de funcionamento, faz com que a situação esteja “serena”.

Por enquanto, todas as atividades e eventos desta associação estão agendados para 2021, esperando que tudo se normalize e que as condições sanitárias sejam favoráveis. Segundo os dirigentes associativos, nesta Comunidade não há, até hoje, a lamentar vítimas de Covid-19, mas houve alguns casos de contaminação, sem gravidade.

 

Associações
X