Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas anuncia o reforço de 10 novos funcionários para os Consulados de Portugal em França, 5 dos quais para o Consulado-Geral de Portugal em Paris, assim como um novo funcionário para a Embaixada de Portugal.

Berta Nunes falou ao LusoJornal durante uma visita que efetuou ao Escritório consular de Lille, na presença do Cônsul-Geral de Portugal em Paris, Carlos Oliveira, do Cônsul-Geral Adjunto, Filipe Ortigão e do Cônsul Honorário de Portugal em Lille, Bruno Cavaco.

“Como a nossa Comunidade em França é a maior na Europa, nós temos uma rede consular importante – apesar de todos os encerramentos que existiram em Governos anteriores – e vamos reforçá-la, nomeadamente com mais 5 funcionários em Paris e iremos continuar a fazer este reforço porque Paris é o maior Consulado do mundo e precisa de ser reforçado porque tem vindo a perder pessoas ao longo dos últimos anos” disse Berta Nunes ao LusoJornal. “O Consulado de Paris está com alguma dificuldade de atendimento e nós esperamos que com estas 5 pessoas que agora vão ser contratadas, possamos reverter alguma dificuldade no atendimento, diminuir o tempo de espera e termos assim um Consulado a funcionar de uma forma mais satisfatória”.

Visivelmente contente com a decisão do Governo, o Cônsul-Geral Carlos Oliveira espera que, depois do recrutamento “que tem de seguir os trâmites legais”, os resultados sejam visíveis na redução dos tempos de espera que são, hoje, a principal queixa dos utentes.

A abertura dos concursos deve acontecer já nos próximos dias e o processo de recrutamento deve estar concluído em fevereiro.

Berta Nunes anunciou também o reforço de 2 funcionários para o Consulado-Geral de Portugal em Marseille, 1 para o Consulado-Geral de Lyon, outro para o de Bordeaux e um outro ainda para o Vice-Consulado de Portugal em Toulouse, que, entretanto, também vai passar a ter o estatuto de Consulado e vai receber também um diplomata. Apenas o Consulado-Geral de Portugal em Strasbourg fica sem reforço este ano.

“Em relação aos concursos anuais que temos todos os anos para a rede consular – e também para a rede diplomática – este ano, em relação à França há um grande reforço e particularmente em Paris e penso que com estes reforços nós vamos prestar os melhores serviços porque é verdade que os Consulados têm estado sob pressão por causa da Covid” explica Berta Nunes. “Estivemos fechados muito tempo, as pessoas deixaram caducar os documentos porque não podiam fazer a sua renovação, e de repente tivemos muita gente e não conseguíamos responder. Também tínhamos restrições na forma de atender, não podíamos ter o atendimento sem ser por marcação, não podíamos ter muita gente nas salas de espera, estava fora de questão ter filas à porta dos Consulados e também não é a melhor forma de prestar o serviço. Então, esta mudança para as marcações online – para algumas pessoas, sendo uma novidade, criou alguma resistência – na verdade faz com que as pessoas não tenham que perder o seu tempo horas e horas”.

Atualmente, o atendimento faz-se apenas por marcação em todos os postos.

A Secretária de Estado passou o dia de ontem em Lille, aproveitando para presidir à inauguração da Delegação de Hauts-de-France da Câmara de comércio e indústria franco-portuguesa (CCIFP). Num percurso organizado pelo Cônsul honorário Bruno Cavaco, Berta Nunes visitou locais de memória da Comunidade portuguesa como por exemplo o Anneau de la Mémoire, a Catedral de La Treille, cuja fachada é feita de mármore português ou o Hospice Comptesse onde é feita referência a Isabel de Portugal.

O Escritório consular de Lille funciona na Maison des Consuls, um espaço municipal que acolhe postos consulares de vários países e onde trabalha uma funcionária do Consulado-Geral de Portugal em Paris.

“A informação que tenho é que a nossa funcionária aqui atende todos os Portugueses e são bastante bem atendidos. Há bastante satisfação com o trabalho dela” disse Berta Nunes.

A Secretária de Estado elogiou também o empenho do Cônsul Honorário Bruno Cavaco, que “embora já nascido em França, tem feito um trabalho muito importante de apoio a Portugal e à Comunidade portuguesa”.

 

Donativos LusoJornal

 

 

X