Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A nova Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas disse em Champigny-sur-Marne que o projeto de realização de um Museu nacional da emigração “avança”. Interrogada pelo LusoJornal, Berta Nunes explicou que “existia já um projeto que ainda não está muito concretizado, que é um Museu da emigração em Matosinhos, porque a Câmara municipal de Matosinhos também se disponibilizou a fazer o próprio edifício e a contribuir”.

Mas Berta Nunes lembrou que a própria Secretaria de Estado tem um projeto de memória que está a ser desenvolvido pela professora Fernanda Rolo. “Na última reunião que tivemos, já comigo na Secretaria de Estado, o que estivemos a falar foi de uma forma de Museu, que não fique num único local, em Matosinhos, mas que seja uma porta de entrada para uma rede da história da emigração porque a história da emigração é muito diversa, conforme os territórios, os locais e Portugal, sendo pequeno, tem uma história da emigração que não é a mesma em Matosinhos ou em Trás-os-Montes, nas Beiras ou no Alentejo”.

Para Berta Nunes, o Museu pode mesmo ter núcleos junto das próprias Comunidades portuguesas. “Deve ser uma rede de espaços que contem a história da emigração e esses espaços até podem estar fora de Portugal, onde existem muitos espaços importantes que preservam essa memória” disse ao LusoJornal.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 12 Votos
4.9
X