Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Carlos Gonçalves visitou o Cemitério português de Richebourg e comunidade da região de Lille

LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG LusoJornal | LSG
Donativos LusoJornal

 

O Deputado eleito pelo círculo eleitoral da emigração na Europa, Carlos Gonçalves, visitou, no fim de semana passado, o Cemitério militar português de Richebourg e a Comunidade portuguesa da região de Lille.

Dando seguimento às perguntas feitas ao Governo em junho de 2020 (1) sobre o estado do Memorial português no Cemitério Est de Boulogne-sur-Mer e de setembro de 2020 sobre o estado do Cemitério militar português de Richebourg (2), o Deputado português concretizou a promessa de visitar o cemitério e a região, numa visita fora das comemorações anuais e mais detalhada.

No domingo passado, dia 29 de agosto, Carlos Gonçalves, ultrapassando gostos clubísticos, visitou a Casa emblemática do Benfica de Tourcoing, onde assistiu ao jogo do SLB contra o Tondela. Aqui se inteirou da qualidade das instalações e constatou a forma acolhedora dos seus membros, nomeadamente do seu Presidente, Paulo Peixoto. Serviu de guia e acompanhou a vista o lusodescendente Mickael Fernandes.

Na segunda-feira, o encontro foi marcado no Cemitério militar português de Richebourg pelas 10h00 da manhã. Carlos Gonçalves foi acolhido por João Marques e Lionel Delalleau e fez uma visita detalhada do Cemitério, orientada por António Marrucho, João Marques e sob o olhar do fotógrafo Luís Gonçalves.

O Deputado constatou que o telhado da dispensa e do museu estão a ser substituídos, e a empresa de jardinagem estava precisamente a começar a retirar flores e arbustos do cemitério. São mudanças e obras previstas, segundo confirmação de João Marques, Presidente da União dos Portugueses de Richebourg, que se ocupa do cemitério. Aliás, uma visita do Adido Militar da Embaixada de Portugal em Portugal está prevista para esta semana.

Ainda no cemitério, Lionel Delalleau, que passa os tempos livres a tentar descobrir objetos metálicos do tempo da guerra, apresentou a Carlos Gonçalves uma placa de um soldado português do Corpo Expedicionário Português (CEP) encontrada na região, colocada num quadro com a ficha do dito militar, e que deve ser oferecida a descendentes do soldado residentes atualmente no Brasil.

Seguiu-se uma visita ao local de onde partiu o Cristo das Trincheiras, em Neuve-Chapelle, e que agora está exposto na Sala dos Capítulos, no Mosteiro da Batalha. Ainda em Neuve-Chapelle, Carlos Gonçalves foi até ao local das trincheiras ocupadas pelos soldados portugueses, dali se avista a entrada do Cemitério de Richebourg.

Regressado a casa, o Deputado disse que “acabei de contar aos meus filhos que estive na linha das trincheiras da Batalha de La Lys”.

A última visita aos locais de memória relacionados com a I Guerra mundial foi efetuada no Cemitério Le Touret, em Richebourg, cemitério britânico no qual estão enterrados 13.479 soldados britânicos e das Índias, a maior parte estando em sepultura comum. Ali conversou com o jovem que tem por missão conservar o dito cemitério, que explicou que uma vez por semana a erva é cortada e que as rosas que embelezam o cemitério estão floridas cerca de 9 meses por ano, fruto de diversos cortes feitos durante o ano.

 

Encontros com a Comunidade

Foi no restaurante “Cá Te Espero” de Roubaix que se realizou o almoço com representantes da Comunidade portuguesa da região: Adelaide dos Santos e Jacqueline da Fonseca do Comité France-Portugal Hauts-de-France, Bruno Cavaco, Cônsul Honorário de Portugal em Lille, Mickael Fernandes, José de Freitas, animador da rádio Alfa e Pether Maenhout, Maire Adjoint de Tourcoing. Ali foram debatidos temas relacionados com a Comunidade portuguesa, sua organização, a tentativa de geminação entre Batalha e Arras, a vinda da Secretária de Estado das Comunidades, Berta Nunes, ao Salon des Métiers de l’Art de Lens, a criação da Delegação regional da Câmara do Comércio e Indústria Franco-Portuguesa, um projeto de Turismo de memória com circuitos a criar para visitas relacionadas com a participação portuguesa na I Guerra mundial.

Seguiu-se uma troca de impressões entre Carlos Gonçalves e Luís da Costa, Maire Adjoint de Roubaix e alguns representantes da Comunidade portuguesa na própria Mairie.

Carlos Gonçalves tentou ainda visitar a Casa do Porto de Roubaix, mas a estrutura ainda não retomou atividades depois das férias. Também a Casa de Portugal de Roubaix, no momento da visita programada, ainda estava encerrada.

 

(1) https://lusojornal.com/deputado-carlos-goncalves-interrogou-o-governo-sobre-o-estado-do-memorial-portugues-de-boulogne-sur-mer/

 

(2) https://lusojornal.com/psd-interroga-o-governo-sobre-a-necessidade-de-obras-no-cemiterio-militar-portugues-de-richebourg/

 

Comunidade
X