Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

 

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Paulo Cafôfo, anunciou esta manhã, no Consulado Geral de Portugal em Paris, que o Centro de Atendimento Consular começou hoje a atender as chamadas telefónicas do Consulado português em Paris.

Este Centro de Atendimento começa com 12 operadores bilingues, em português e francês, instalados em Alfândega da Fé, por decisão ainda da anterior Secretária de Estado Berta Nunes, e vai passar a responder a todas as chamadas telefónicas e mails de todos os Consulados Portugueses em França. Mas para já, hoje começa a receber as chamadas do Consulado de Paris.

O número de telefone para o qual os utentes devem ligar é o 01.73.01.16.80, um número fixo francês, com custo de chamada local, embora os operadores estejam a responder em Portugal.

Paulo Cafôfo disse aos jornalistas esta manhã que este é um processo gradual, e que embora não tenha ainda anunciado datas, “em breve” será alargado às chamadas de todas as outras áreas consulares em França.

A linha telefónica vai funcionar entre as 09h00 e as 17h00.

Esta nova “ferramenta” como lhe chamou Paulo Cafôfo, vai responder a uma queixa recorrente dos utentes que dizem que os postos consulares nunca atendem os telefones. No Consulado Geral de Portugal em Paris este serviço está a ser garantido por dois operadores de uma empresa em regime de subcontratação, que não conseguia dar resposta ao “número impressionante” de chamadas para o Consulado.

Mas o Secretário de Estado acrescenta que este Centro de Atendimento vai passar a responder também às muitas perguntas que chegam por mail ao Consulado.

No entanto, este serviço não vai permitir fazer a marcação de agendamento para tratar de documentos no Consulado. E este é certamente o maior problema que foi levantado ao membro do Governo pelo Cônsul-Geral de Portugal em Paris, Carlos Oliveira. Também estava presente na conferência de imprensa desta manhã – que o LusoJornal difundiu na íntegra – o Embaixador Luís Ferraz, Diretor Geral da Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas (DGACCP).

“Sabemos que o tempo de espera não é o desejado, portanto a resposta dos agendamentos tem de ser aligeirada para haver um encurtamento do tempo que as pessoas estão à espera para serem atendidas”, disse o Secretário de Estado aos jornalistas. Mas anunciou também que na próxima terça-feira, entram ao serviço os 5 novos funcionários que foram recrutados no quadro do concurso de outubro, e que o LusoJornal divulgou na altura. “Necessitam de um tempo de formação e adaptação, mas dentro em breve vão começar a atender os utentes” garantiu.

Paulo Cafôfo reconheceu no então que este reforço ainda não chega para responder a todos os pedidos. “Se me perguntar se são suficientes, não, não são” disse aos jornalistas. “Mas é um caminho para podermos reforçar os quadros e quero garantir que esse investimento nos recursos humanos e tecnológicos irá continuar”.

O Secretário de Estado visitou as instalações do posto consular, ia colocando perguntas aos funcionários, assim como ao Cônsul-Geral, ao Cônsul-Geral Adjunto e ao Chanceler do Consulado.

Paulo Cafôfo continua em Paris até amanhã, segue depois para Bordeaux e para Lyon, antes de viajar para Londres numa primeira viagem que vai durar 10 dias. Mas disse que tinha de começar pela França, “capital da Comunidade portuguesa no mundo” e pelo maior Consulado de Portugal no estrangeiro.

 

Donativos LusoJornal
X