Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Champigny (94) – a “cidade mais portuguesa de França”, como tantas vezes é chamada – deixou de ser Comunista e “virou” à Direita na segunda volta das eleições municipais francesas.

Laurent Jeanne, o novo Maire, ganhou com 54,03% dos votos e ficou com 38 dos 49 Conselheiros municipais da cidade, enquanto Christian Fautre terminou com 45,96%.

Apesar de histórica, esta mudança política da cidade não abdica da presença de Portugueses eleitos, todos na lista da Direita, agora nos comandos da cidade: Rosália Morgado, Henrique Ribeiro, Jorge Fontelas e Cristina de Oliveira. Na mesma lista não foram eleitos Tony Pessoa Grijó e Maria da Silva Cipriano.

Laurent Jeanne já tinha tido mais votos na primeira volta das eleições, dia 15 de março. Entretanto as duas listas da Esquerda uniram-se, mas mesmo assim, a transição à Direita confirmou-se.

Dos quase 44.000 habitantes, apenas votaram 17.319 eleitores, tendo a abstenção ultrapassado os 60,5%.

 

Comunidade
X