Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Cultura

 

 

A companhia francesa de circo contemporâneo “XY” vai apresentar hoje, em Santiago do Cacém (Setúbal), o espetáculo “Les Voyages”, que pretende “reinterpretar” o espaço público da cidade através da “linguagem acrobática”.

O espetáculo, integrado na edição de 2022 do projeto “Lavrar o Mira e a Lagoa – As Artes Além Tejo”, resulta de uma residência artística que 20 acrobatas da companhia francesa estão a realizar na cidade do litoral alentejano, desde o dia 11 deste mês.

“Eles vão levar as pessoas pelos lugares da cidade”, sendo que, “a partir da sua visão de cidade, construíram uma dramaturgia visual e física”, explicou à Lusa Giacomo Scalisi, Diretor artístico do “Lavrar o Mira e a Lagoa”.

O espetáculo, “através da linguagem acrobática, reflete e reinterpreta o espaço público para oferecer um instante, uma emoção particular”.

“É a partir deste olhar e deste pensamento visual que têm sobre a cidade e desta ligação com o espaço urbano” que estes artistas criaram “coreografias aéreas que, no fundo, mudam a visão da própria cidade, das próprias praças e dos próprios lugares”, acrescentou Giacomo Scalisi.

O programador destacou ainda o facto de o espetáculo, para maiores de três anos, ser apresentado “no mês de abril”, em que os portugueses celebram a liberdade. “Aqui temos a liberdade de desafiar a gravidade e sermos mais leves, o que nos dá uma visão diferente sobre a realidade pesada que estamos a viver nestes tempos”, disse.

Depois de Santiago do Cacém, a companhia XY vai ‘mudar-se’ para Odemira, onde realizará uma residência artística até dia 25 de abril, data em que apresenta “Les Voyages”, a partir das 18:00, no Cerro do Peguinho.

“Em Odemira, será construída uma nova dramaturgia a partir da vila, que é muito diferente de Santiago [do Cacém], e também da ligação que as pessoas têm com as próprias memórias e com a localidade”, explicou Giacomo Scalisi.

Esta apresentação, em que vai participar a Banda Filarmónica de Odemira, integra o programa das comemorações do 48.º aniversário do 25 de Abril, promovido pela câmara municipal.

O espetáculo faz também parte da programação deste ano da iniciativa “Lavrar o Mira e a Lagoa – As Artes Além Tejo”, nos municípios de Santiago do Cacém (Setúbal) e de Odemira (Beja), promovida pela cooperativa cultural Lavrar o Mar, com sede em Aljezur (Faro).

 

Donativos LusoJornal

 

 

X