Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O antigo Presidente francês François Hollande e o Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, vão ser dois dos muitos oradores já confirmados Web Summit. Mas do programa já constam também dois oradores robots.

São alguns dos nomes divulgados na página da conferência de tecnologia e inovação, que pelo segundo ano consecutivo decorre em Lisboa, de 06 a 09 de novembro. A Comissária europeia para a Concorrência, Magrethe Vestager, e o antigo vice-Presidente dos Estados Unidos Al Gore, são outros dos nomes anunciados.

Entre os Portugueses estão também o Comissário europeu para a Inovação, Ciência e Investigação, Carlos Moedas, o Primeiro-Ministro, António Costa, o Presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, o Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, a Secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann ou a modelo Sara Sampaio.

A Web Summit é uma conferência global de tecnologia que se realiza anualmente em Lisboa, esperando-se este ano mais de 60 mil participantes, incluindo mais de 20 mil empresas, sete mil presidentes executivos e dois mil jornalistas.

Estima-se que a edição de 2016 da Web Summit – a primeira em Lisboa – tenha injetado 200 milhões de euros na economia nacional, sendo um quarto desse valor absorvido pela indústria hoteleira e 50 milhões pelos diversos fornecedores diretamente ligados ao evento.

Segundo informação oficial disponibilizada, desde 2010, as ‘startups’ portuguesas que se apresentaram na Web Summit já angariaram mais de 78 milhões de euros. Segundo dados da Startup Europe Partnership, esse valor representa cerca de um terço do total de 273 milhões de euros angariados pelas empresas desde 2010.

Em 2016 registou-se uma captação de 21 milhões de euros.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
7.6
X