Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Global Industrie juntou em Lyon quase 90 empresas portuguesas

LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro

Decorreu entre os dias 5 e 8 de março a feira “Global Industrie” em Lyon, que contou com a maior participação de empresas portuguesas do setor, jamais visto em Lyon.

Uma feira de profissionais para profissionais, cujo principal objetivo é dar a conhecer as soluções tecnológicas e as inovações da indústria, aproximando a oferta da procura por parte das empresas, com vista à concretização de bons negócios.

No ano passado a feira foi realizada em Paris, mas a organização decidiu há 2 anos descentralizar e neste momento trata-se de um evento bi-anual em Lyon.

Na quarta-feira, dia 6 de março, o Secretário de Estado da Economia João Neves, visitou a feira, acompanhado por Luís Brito Câmara, Cônsul-Geral de Portugal em Lyon, Eduardo Augusto Chefe de Gabinete, Rui Paulo Almas Delegado da AICEP em Paris e restantes representantes das entidades portuguesas.

Organizada no parque de exposições da Eurexpo, na ‘Global Industrie’ estiveram representados 40 países e participaram cerca de 89 empresas portuguesas em quatro feiras industriais: Midest, Industrie, Tolexpo e SmartIndustries – o que permite a concentração de todo o tecido industrial.

Esta 2ª edição em Lyon contou com 2.500 expositores e cerca de 45.000 visitantes, 20% dos quais foram internacionais.

A maior comitiva lusa esteve centrada na Midest, “a principal feira europeia na área das peças técnicas de elevado valor acrescentado”, com “quase 90 empresas portuguesas”, a maior participação estrangeira em Lyon, segundo a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP).

O LusoJornal chegou à conversa com alguns dos expositores portugueses na Midest, que confirmam ser “uma mais-valia” para a internacionalização das suas empresas. Para a maioria, a feira correu bastante bem e superou as expectativas.

As empresas portuguesas participam na Global Industrie no âmbito de projetos de internacionalização dinamizados pelas associações Associação dos Industriais Metalomecânicos, Metalúrgicos e Afins de Portugal (AIMMAP), Associação Nacional das Empresas Metalúrgicas e Electromecânicas (ANEME) e Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA) e cofinanciados pelo programa Portugal 2020, havendo também a registar a presença do Cluster de Competitividade Engineering & Tooling From Portugal.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
7.8
X