Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Hugo Silva, médio português do Créteil-Lusitanos, fez um balanço positivo de 2019 com a subida de divisão da equipa da Região Parisiense a nível desportivo, e admitiu que gostaria de ver a corrupção desaparecer em Portugal.

O futebolista de 30 anos deu destaque em 2019 à conquista do título com o Créteil e da subida ao campeonato National, terceiro escalão do futebol francês, abordou os seus desejos pessoais, entre os quais ver novamente Portugal a vencer o Campeonato da Europa, e por fim desejou o fim da corrupção em Portugal.

O que mais o marcou em 2019?

O que mais me marcou em 2019 foi a subida de divisão pelo Créteil e passar por uma lesão que nunca tinha tido em toda a minha carreira.

O que espera a nível pessoal para 2020?

Espero um bom ano e que consiga concretizar os objetivos que vão surgindo durante o ano. Espero também ver de novo Portugal campeão europeu.

O que espera que possa mudar a nível mundial em 2020?

Eu esperava que mudasse muita coisa. Em Portugal, que a corrupção diminuísse muito ou que quase não houvesse, para o povo começar a confiar e dar credibilidade aos nossos políticos. A nível mundial gostava que se arranjasse uma alternativa para combater o clima, bem como ajudar os países e as pessoas que passam por dificuldades como por exemplo os refugiados.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
6.0
X