Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

La Garenne-Colombes: sala cheia para o concerto de Hugo Manuel

LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha LusoJornal / Mário Cantarinha

A Associação Cultural Portuguesa de Courbevoie-La Garenne organizou no passado fim de semana um concerto de Hugo Manuel no teatro da cidade.

Um espetáculo que agradou a todo o público presente que não perdeu nada das canções de Hugo Manuel. “Há muitos anos que canto e chega um momento em que as pessoas conhecem a letra da música e cantam comigo. É muito bom ter pessoas que te seguem há vários anos”, assumiu o cantor, agradecendo os patrocinadores que ajudaram na realização do evento. “Neste momento tenho patrocinadores como o grupo Jean Pina ou ainda a Banque BCP, mas cada concerto pode ter um patrocinador diferente, depende sempre. Depois admito que tenho alguns que me seguem em todos os espetáculos. É importante, até para um cantor, ter apoios, quer seja do público, ou de patrocinadores”, concluiu o artista radiante e feliz com a sua atuação.

O espetáculo de Hugo Manuel teve o privilégio de ser apresentado pelo jornalista da Rádio Alfa, Ricardo José. O artista explicou-nos esse desejo antigo. “O Ricardo já devia ter apresentado um espetáculo meu há algum tempo, mas foi nesta ocasião que surgiu a oportunidade. Este era o momento certo, ele que é um amigo há vários anos”, realçou o cantor.

O apresentador por uma noite estava satisfeito pelo dever cumprido. “Foi um excelente espetáculo do Hugo Manuel que conheço há bastante tempo. A apresentação não é a minha verdadeira profissão, mas como há empatia com o Hugo Manuel, aceitei o convite. Foi com muito prazer que estive presente neste grande espetáculo que contou também com o apoio da Associação Portuguesa da Garenne-Colombes. Esta sala é multiusos e pode servir para vários eventos. Para isso é pedir o apoio da Associação Portuguesa”, atirou em jeito de elogio à coletividade organizadora.

O Presidente da associação, José Sousa, para além da organização do espetáculo, lembrou as outras atividades da Associação. “Para se conseguir alguma coisa, como obter uma sala para um espetáculo, é necessário haver bons contactos com o Maire da cidade, neste caso Philippe Juvin, e com a Mairie em geral. Quando batemos à porta deles, somos sempre bem recebidos. A sala estava cheia para o nosso evento, isto apesar de todos os eventos que decorriam quase no mesmo momento”, afirmou, antes de nos revelar o que mais lhe trouxe orgulho neste espetáculo: “De referir, isto é muito importante, que o espetáculo foi gratuito para o público! Ninguém pagou nada e isso orgulha-me. Isto para dizer que estou consciente que quando se fala da parte financeira, as pessoas ficam sempre um pouco reticentes, mas desta forma, como funcionámos desta vez, a sala ficou repleta”, frisou o Presidente da Associação Cultural Portuguesa de Courbevoie-La Garenne.

José Sousa também não se esqueceu de nos revelar um outro segredo: “a Mairie de La Garenne Colombes está sempre ao lado da nossa associação, aliás há uma delegação que está em Valpaços, em Portugal, para festejar a geminação entre as duas cidades”, concluiu o dirigente associativo.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
5.8
X