Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Menos de uma semana após a saída do Monaco, Leonardo Jardim, Treinador português de futebol, falou com o jornal desportivo “L’Équipe” para tentar restabelecer algumas verdades.

Leonardo Jardim começou por abordar o início de temporada e as razões dos maus resultados: «A atual temporada começou muito mal. Só construímos a equipa no final de agosto e desperdiçámos a pré-época. Até o vice-Presidente do clube – Oleg Petrov – assumiu a responsabilidade por esse mercado tardio, alegando falta de experiência», começou por explicar Jardim.

O Treinador português lembrou que regressou ao clube porque o Presidente Dimitri Rybolovlev pediu-lhe para voltar, e por consequência, não foi uma escolha do vice-Presidente do clube, Oleg Petrov: «Nunca senti que era o Treinador dele (ndr: do vice-Presidente). Aos seus olhos era o Treinador do Presidente. A decisão tomada é um pouco consequência disso», frisou.

Aliás na entrevista, Leonardo Jardim admitiu que pediu para sair do clube durante o mês de agosto porque não queria «lutar uma segunda vez pela manutenção» na primeira divisão francesa de futebol, mas sim pelos lugares cimeiros. O Presidente, novamente, manteve o Técnico luso e adquiriu vários jogadores no fim do mercado de agosto, entre eles o avançado argelino Islam Slimani, jogador que já atuou em Portugal, no Sporting CP.

Leonardo Jardim afirmou que ficou surpreendido com a decisão tomada durante as férias natalícias porque a equipa estava melhor e estava próxima dos objetivos que é atingir o pódio da Ligue 1: «Depois de cinco jogos com apenas dois pontos conquistados, houve 13 jornadas. Foram 26 pontos conquistados, o que dá uma média de dois pontos por jogo. É por isso que continuo surpreendido com a decisão tomada no Natal. Estávamos em condições de alcançar o objetivo, que era ficar no pódio. Se faltavam alguns pontos não era somente da responsabilidade da equipa técnica», argumentou.

Por fim Leonardo Jardim contou como soube da notícia do seu despedimento: «Senti que havia muito ruído e pensei que algo se estava a passar que eu não conseguia controlar. Mas não gosto de antecipar cenários. Após o Natal, Oleg [Petrov] telefonou-me para combinar uma reunião e foi nesse momento que percebi o que se estava a passar. Contou-me que o Presidente [Dmitry Rybolovlev] tomou a decisão a pedido seu», explicou.

O Monaco ocupa atualmente o 7° lugar com 28 pontos na tabela classificativa no Campeonato francês da primeira divisão, e conta no seu plantel com três jogadores portugueses: Gelson Martins, Adrien Silva e Gil Dias.

 

LusoJornal Artigos
X