Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Liga dos Campeões feminina/Vanessa Marques: «O apoio dos nossos adeptos é fundamental»

LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga LusoJornal / António Borga

O Paris Saint Germain e o Sporting de Braga, clube treinado por Miguel Santos, empataram sem golos na segunda mão dos 16 avos de final da Liga dos Campeões feminina de futebol, num jogo que decorreu no Estádio Jean Bouin em Paris, na capital francesa.

No entanto as Parisienses apuraram-se para os oitavos de final após o triunfo na primeira mão, em território português, por 0-7.

Vanessa Marques, capitã do Sporting de Braga, falou com o LusoJornal no fim do jogo, analisando este empate e mostrando-se feliz por ter estado presente na prova maxima do futebol feminino, a Liga dos Campeões. A internacional portuguesa também agradeceu o apoio dos adeptos bracarenses presentes nas bancadas.

 

O que podemos dizer deste empate sem golos?

Temos de sair desta Liga dos Campeões com a cabeça erguida, foi um jogo bastante difícil. Sabíamos das dificuldades que íamos enfrentar. Os jogos não são todos iguais, portanto analisámos uma vez mais o adversário, e a nossa forma de jogar não mudou. Estamos de parabéns e a equipa tem de sair daqui com a máxima força para daqui em diante fazer bons resultados. O nosso objetivo enquanto atletas é entrar e dar o nosso máximo. Entrámos unidas e focadas no que devíamos fazer e sem dúvida que foram dois jogos completamente diferentes. Temos de estar orgulhosas da nossa prestação.

 

Dois remates das bracarenses foram muito perigosos…

Era importante marcar porque não nos podemos satisfazer com pouco. Entrámos em cada jogo sabendo das dificuldades que vamos enfrentar e desta vez defrontámos uma das melhores equipas do mundo. Entrámos com o objetivo de manter uma equipa bastante coesa, fomos coesas do início até ao fim, mas claro que se o golo surgisse, estaríamos bastante contentes porque era mais um feito para o Sporting Clube de Braga.

 

A diferença de nível entre o futebol em Portugal e em França é assim tão grande?

Não tem comparação. O futebol feminino português ainda está a evoluir, estamos em bons caminhos, é ingrato fazer essa comparação. Tanto a Federação como os clubes portugueses estão a investir nestas novas atletas com o intuito de levar o futebol feminino a um patamar bastante elevado, portanto é etapa a etapa, e sabemos que um dia poderemos chegar a estes clubes grandes como o Paris.

 

A nível pessoal, o que nos pode dizer sobre esta aventura europeia?

Sinto-me muito feliz por ter estado presente nesta Liga dos Campeões pela primeira vez, era um sonho sem dúvida. Agora é continuar porque tenho outros objetivos e quero conseguir alcançá-los.

 

O Braga ainda pode alcançar três títulos: Campeonato, Taça da Liga e Taça de Portugal…

Um clube como o Sporting de Braga tem de entrar em todas as competições para vencer, portanto não fugimos à regra. Em cada jogo, temos de dar o nosso máximo com o intuito de conquistar os três pontos e ainda faltam três competições e está tudo em aberto. Iremos apresentar um Sporting de Braga muito forte.

 

Um palavra sobre o apoio dos adeptos do Sporting de Braga presentes em Jean Bouin?

Ouviam-se os adeptos do Braga. Isso sem dúvida nenhuma que isso é importante para nós sentir esse apoio vindo dos adeptos e temos de estar felizes por isso mesmo. Uma vez mais tudo o que temos vindo a conquistar parte muito deles porque o apoio deles tem sido fundamental. Agradeço o apoio dos nosso adeptos.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.5
X