Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Empresas

 

A LusoJornal Editions SAS assinou, antes do verão, um novo contrato de comercialização de publicidade com o Grupo Minha Nossa e começou uma campanha de angariação de novos clientes com vista à retoma da publicação da versão do jornal em papel.

“Estes três anos de pandemia foram bastante complicados para o LusoJornal e o impacto na nossa atividade foi bastante importante” confessa o Diretor do jornal, Carlos Pereira. “Felizmente que dois anos antes do início da pandemia, tínhamos lançado uma nova versão digital do jornal, que fez com que este período de pandemia até fez crescer, curiosamente, o número de leitores do LusoJornal”.

Com efeito, a versão numérica do LusoJornal ultrapassou já os 200 mil leitores regulares. “São patamares que nem imaginávamos há apenas três anos”.

“Mas a versão em papel do jornal tem um público importante e é bastante solicitada. Muitos dos leitores mais habituais solicitam-nos regularmente porque esperam ter de novo o jornal. Até porque o jornal em papel costuma ser distribuído em escolas, associações, bancos, lojas de produtos portugueses, do norte ao sul do país. É pois uma ferramenta importante, que tem um público interessado e que não pode ser ignorado” explicou o Diretor do LusoJornal.

Mas uma restruturação da equipa comercial impunha-se. “Tivemos uma experiência com uma agência de publicidade que não acabou bem, mas o pior que podíamos ter feito era ficarmos parados com as mãos nos bolsos. O futuro olha-se para a frente e a parceria agora estabelecida com o grupo Minha Nossa merece a nossa confiança e dá-nos perspetivas entusiasmantes para o futuro” concluiu Carlos Pereira.

Minha Nossa é um grupo de comunicação baseado em Paris, com uma reputação criada essencialmente há uma dezena de anos pela empresa de comunicação C2laure, dirigida por Laure Rebois e por Pedro Alves, artista e produtor, que se tornou célebre pela sua participação na comédia musical “Les Dix Commandements”. O grupo tem também uma filial no Porto, a Happy Cultura Lda., trabalhando com empresas portuguesas que querem desenvolver-se em França e com empresas francesas que querem conquistar o mercado português.

“O LusoJornal é um jornal forte e único pela sua linha editorial, prestando cada dia homenagem à lusofonia a aos lusófilos. Para nós é uma honra poder associar a nossa marca e a nossa experiência à área comercial do LusoJornal”, diz Pedro Alves, que assume agora as funções de Diretor comercial do LusoJornal.

“Desde o início de setembro temos estado a organizar o setor comercial do LusoJornal, recrutámos equipa tanto em França como em Portugal e iniciámos agora o trabalho de terreno” explica Pedro Alves. “Há muito tempo que o LusoJornal necessitava de um departamento comercial profissional e organizado. Estamos muito empenhados nesta reorganização”.

A acção comercial tem estado a ser feita nos dois países. “Estamos confiantes nos resultados. O LusoJornal é, sem margem para dúvidas, o melhor e mais reputado jornal português em França. Só por isso, esta é uma razão para guardarmos confiança. Mas ainda por cima, o jornal bate efetivamente records de leitores e de credibilidade. Qualquer marca que necessite de comunicar não pode desperdiçar esta oportunidade”.

Carlos Pereira e Pedro Alves anunciam novidades para mais tarde, tanto a nível editorial, como novos suportes comerciais. “A seu tempo daremos mais notícias. Mas para já temos de ter novamente a máquina em andamento”.

 

Donativos LusoJornal
X