Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Um grupo de emigrantes lesados do BES intitulado «Emigrantes Lesados Unidos» (ELU), convocou mais uma manifestação para este sábado, dia 17 de março, às 11h00, em frente da Embaixada de Portugal em Paris.

«São os nossos direitos que vamos defender e reivendicar» depois das manifestações organizadas em Paris em 2017: a 25 de fevereiro junto da sede do BESV em Paris 16, a 25 de março junto da Embaixada de Portugal, a 29 de abril na Place du Trocadéro e a 17 de maio em frente da Ópera.

Numa nota enviada às redações, Carlos Costa dos Santos, Coordenador dos Emigrantes Lesados Unidos, afirma que «vamos denunciar a injustiça e desigualdade das quais os Emigrantes são vítimas, assim como o Estado de não-direito e a impunidade que atingiram o nosso país, Portugal, e os bancos portugueses».

Carlos Costa dos Santos diz que «milhares de emigrantes lesados ainda não receberam, desde a falência do BES em 2014, soluções para os produtos EG Premium e Euro Aforro 10, comercializados como produtos com capital e juros garantidos».

A associação AMELP tem anunciado que está a negociar com o Novo Banco uma solução para estes dois produtos como já negociou para os restantes, mas sem qualquer proposta concreta até ao momento.

«Além destes produtos, manifestamos para sermos reconhecidos credores comuns do BES afim de reaver 31,7% do capital depositado. O Banco de Portugal sacrificou os Emigrantes lesados, desviando do Novo Banco para o BES a provisão que lhes garantia a recuperação de 100% do capital. Os Emigrantes foram simplesmente humilhados».

Carlos Costa dos Santos não se conforma com a situação e afirma que «trata-se do maior escândalo jamais praticado, com muita complacência, contra as poupanças sacrificadas dos trabalhadores emigrantes, que tiveram que fugir, jovens, à fome e a salto, do Portugal dos anos 50, 60 e 70».

Os manfestantes prometem contudo que «mostraremos o nosso descontentamento com dignidade».

Cristina Semblano, que participa este sábado no Congresso da Esquerda Alternativa, em Lisboa, anunciou nas redes sociais que o Bloco de Esquerda estará representado na manifestação por Adriano do Vale Salgueiro, membro do Secretariado do Bloco de Esquerda França e Europa.

 

 

 

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 7 Votos
8.7
X