Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Marcelo Mathias, o Cônsul Geral de Portugal em Bordeaux está de saída e vai assumir novas funções na Embaixada de Portugal em Moscovo, na Rússia, e diz que os anos que passou em Bordeaux foram “extremamente intensos, de muito trabalho”. E acrescenta que “fui muito bem recebido, senti-me extremamente acarinhado pelos nossos compatriotas”.

Interrogado na “Entrevista Live” do LusoJornal, Marcelo Mathias diz que tentou manter sempre uma “grande proximidade” com o movimento associativo “intenso” da região. “Esta região tem quase 50 associações, embora verdadeiramente cerca de 30 estão muito ativas. Só na perifería de Bordeaux nós temos uma dinâmica e um movimento associativo extremamente relevante, com 6 grupos de folclore num raio de 30 a 40 km”.

Em Bordeaux existe um Coletivo associativo, coordenado pelo Conselheiro das Comunidades Portuguesas, para organizar um calendário de atividades. Esse calendário permitiu sobretudo evitar que houvesse sobreposição de festas e eventos. “A pouco e pouco fui entrando nesta dinâmica das festas e procurei participar sempre que me convidavam para os eventos”.

Marcelo Mathias lembrou também a deslocação para visitar associações em La Rochelle, Oloron Sainte Marie, Pau, Anglet,…

O Consulado Geral de Portugal em Bordeaux tem 7 funcionários. “Somos uma pequena equipa, mas eu acho que é uma equipa coesa que trabalha bem, que está disponível e é empenhada”. Marcelo Mathias criou um site para o posto consular e exlica que o Consulado tem um sistema de marcação automática online. “Não foi muito utilizado no início, porque as pessoas preferiam vir ao Consulado presencialmente, mais do que marcar a sua visita, mas desde que tivemos a pandemia de Covid-19, tivemos que nos adaptar e instalámos as medidas de segurança sanitária decretadas pelas autoridades francesas”.

O posto consular de Bordeaux tem 29 Permanências consulares, em Pau, Bayonne, Angoulême e Fumel, mais 2 Permanências num fim de semana, fora do calendário habitual, na grande Feira de Cenon. Atualmente, as Permanências estão suspensas por causa da pandemia de Covid-19 e só retomarão quando as medidas sanitárias assim o permitirem.

Interrogado pelo LusoJornal, Marcelo Mathias falou também o Protocolo de cooperação assinado entre a Direção Geral dos Assuntos consulares e das Comunidades portuguesas, a Mairie de Cenon e a associação Alegria Portuguesa da Gironde. E explicou também que a Câmara de comércio e indústria franco-portuguesa quer criar uma delegação em Bordeaux. “Conseguimos lançar a base de um projeto que, infelizmente, por causa da pandemia, não se concretizou em maio, por minha grande pena. Tínhamos tudo organizado e convidámos a Senhora Secretária de Estado das Comunidades para ela estar presente”.

Mas ser Cônsul Geral de Portugal em Bordeaux, é ocupar um posto que já foi ocupado por Aristides de Sousa Mendes. “Aqui, em Bordeaux noto que é um tema extremamente presente, de atualidade, aliás é curioso porque as autoridades francesas são as primeiras a falarem do Cônsul de Bordeaux, antes mesmo de falarem dos nossos compatriotas e das nossas associações”.

“Eu percebi, logo quando cheguei, da relevância, da importância do papel, que já conhecia, do Aristides de Sousa Mendes” disse Marcelo Mathias, lembrando o trabalho do Comité Sousa Mendes, à frente do qual está Manuel Dias, “uma pessoa incansável, que faz tudo para preservar a memória do Cônsul de Bordeaux”.

Marcelo Mathias diz que sai com “o coração grande”. “Foram 3 anos muito intensos mas extremamente enriquecedores. Conheci pessoas de um enorme valor, pessoas com quem criei laços de amizade, que fazem um trabalho extraordinário, extremamente louvável”.

Por enquanto ainda não se sabe oficialmente, quem vai ser o próximo Cônsul Geral de Portugal em Bordeaux.

 

Comunidade
X