Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Na segunda-feira, dia 6 de novembro, das 14h00 às 17h00 terá lugar na Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris, uma conferência sobre “Os contratos de aprendizagem: um futuro para a Europa”.

A conferência contará com a participação do Ministro português do trabalho, solidariedade e segurança social, José Vieira da Silva e a Ministra francesa do trabalho Muriel Pénicaud.

Segundo a organização, o objetivo da conferência é o de “reforçar a qualidade, a oferta e a imagem dos contratos de aprendizagem na Europa, afim de facilitar a integração dos jovens no mercado de trabalho”. Esta é uma prioridade não somente para a Comissão Europeia, mas igualmente para um vasto número de Estados-membro da União.

Ao nível europeu, importantes iniciativas foram lançadas estes últimos anos, nomeadamente a criação da Aliança Europeia para a aprendizagem em 2013 e o lançamento em 2017 da iniciativa Erasmus Pro, para favorecer a mobilidade de longa duração dos aprendizes.

Serão debatidas várias questões tais como: Como melhorar as sinergias entre a ação europeia e a ação nacional? É necessário reforçar o apoio técnico e/ou financeiro da União Europeia às reformas nacionais? Quais são os instrumentos a mobilizar para reforçar a mobilidade dos aprendizes e quais são os obstáculos encontrados pelos aprendizes, as empresas e os centros de aprendizagem? De forma mais geral, o que fazer para fomentar a vontade da aprendizagem na Europa?

Esta conferência, que reunirá os atores da aprendizagem e os decisores nacionais e europeus é organizada pelo Instituto Jacques Delors, a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fondation Agir contre l’Exclusion (FACE).

Nesse dia, serão apresentados os resultados da consulta cidadã sobre a mobilidade dos aprendizes, que foi organizada dia 16 de outubro pela Maison des Compagnons du Devoir e do Tour de France, em Paris.

A conferência começará com um discurso de boas-vindas do Administrador executivo da Fundação Calouste Gulbenkian, Guilherme d’Oliveira Martins, seguido de testemunhos de um participante de um programa de mobilidade europeu e de um representante de um organismo de aprendizagem.

Uma primeira mesa-redonda discutirá a questão “Que pode a aprendizagem para a Europa e que pode a Europa para a aprendizagem?” com a participação de José Vieira da Silva, Muriel Pénicaud e Marianne Thyssen, Comissária europeia para o emprego, os assuntos sociais às competências e à mobilidade.

“Mobilidade, uma alavanca para o desenvolvimento da aprendizagem na Europa?” será o tema da segunda mesa-redonda com as intervenções de Jean Arthuis, Deputado europeu, representante para a aprendizagem, Gérard Mestrallet, Presidente da Fondation Agir Contre l’Exclusion (FACE) e Jérémie Mosnier, Presidente de Compagnons du Devoir.

A moderação estará a cargo de Sofia Fernandes, investigadora sénior responsável pelos assuntos económicos e sociais do Instituto Jacques Delors.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.6
X