Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Nathalie de Oliveira é Maire Adjointe na cidade de Metz

“O mês de agosto tem algo de sagrado. O regresso à terra, à terra dos nossos antepassados, à dos nossos pais e queridos familiares, amigos de férias. Separados sempre, mas reunidos no querido mês de agosto. Aquele momento de uma viagem de outrora, repetida tantas vezes, como se fosse a terra prometida.

Para mim, será aterrar em Lisboa, ser madrinha outra vez em Fátima, passar por Viseu. Ir até ao Porto, regressar à aldeia de Nespereira, no Conselho de Celorico de Basto, da qual costumo dizer que é a aldeia mais bonita do mundo, onde o silêncio do sol ajuda a sarar de qualquer desgosto e alimenta todas as esperanças.

Uns dias separada do mundo político, para melhor reencontrá-lo, carregadada de uma energia vital que somente encontro lá.

Desde que nasci, não houve um ano que não pisei os pés naquele pedaço de terra minhota, sem parar de migrar para outras de Portugal. Ou seja estar em Portugal é sempre fazer uma viagem nova, a de encontrar de novo um céu azul e um sol que nos preenche o coração, uma vez por todas! É descobrir sempre novos caminhos e sonhar com novos horizontes para melhor estar noutro canto de Europa ou de o Mundo que soubemos descobrir!

Agosto, só pode ser em Portugal!

Sem esquecer de ler muito e escrever para o LusoJornal, agora diário!”

 

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 15 Votos
5.7
X