Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Dinamarquês Magnus Cort Nielsen da equipa Astana venceu a quarta etapa do Paris-Nice 2019 que decorreu, nesta quarta-feira, entre as cidades de Vichy e de Pélussin numa distância de 212 km. O único português presente na prova, Amaro Antunes, da equipa polaca CCC Team, terminou no 29° lugar a 48 segundos do vencedor do dia.

A camisola amarela pertence agora ao Polaco Michal Kwiatkowski da equipa Sky com 5 segundos de vantagem sobre o Espanhol Luis León Sánchez da equipa Astana, e com 10 segundos de vantagem sobre o Belga Philippe Gilbert da equipa Deceuninck – Quick-Step. Quanto a Amaro Antunes subiu na geral e ocupa agora o 38° lugar a 11 minutos e 14 segundos do líder.

Recorde-se que a prova ciclista Paris-Nice 2019 partiu de Saint Germain-en-Laye, na Região parisiense, e vai chegar a Nice, no Sul do país, a 17 de março. Esta edição 2019, organizada pela ASO, empresa que organiza também o Tour de France, vai contar com a presença de apenas um ciclista português: Amaro Antunes que representa a equipa polaca CCC Team.

A prova criada em 1933 já teve vários resultados positivos para Portugal… e para o Brasil. Joaquim Agostinho alcançou o primeiro pódio, com um segundo lugar numa etapa em 1974, depois foi José Azevedo que arrecadou dois pódios em etapas, um segundo e um terceiro lugar em 2001, e por fim foi Rui Costa que alcançou um pódio na geral individual, com um segundo lugar em 2014, e quatro pódios em etapas, com dois segundos lugares em 2014 e dois terceiros lugares em 2015. De notar ainda que, apesar das poucas participações, os ciclistas brasileiros venceram uma etapa na prova, por Mauro Ribeiro, em 1980.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
7.1
X