Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

É um caso particular. Um peregrino francês, de 69 anos, está bloqueado em Condeixa-a-Nova, estando à espera do cão que está de quarentena após ter mordido uma pessoa.

Serge Libaros, que é originário da zona de Lourdes, estava a fazer uma peregrinação a Fátima.

Esta história tem tido destaque em Portugal e tem sido divulgada pelos meios de comunicação.

Após 1100 quilómetros percorridos a pé, o cão de Serge Libaros mordeu uma pessoa deixando uma ferida na mão.

Em torno deste assunto gerou-se uma onda de solidariedade em Condeixa-a-Nova, uma associação tendo encontrado uma casa para o peregrino francês permanecer até uma decisão ser tomada.

Serge Libaros decidiu ir a Fátima após o falecimento do seu irmão, aliás o cão pertencia ao irmão de Serge Libaros.

De notar que as razões pelas quais o cão mordeu a pessoa são desconhecidas.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
7.8
X