Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Portugal ficou no segundo lugar entre os países da UE onde a população mais usou o carro como principal meio de transporte para viagens longas em 2017, seguindo-se o avião e autocarro, numa lista liderada pela Eslovénia. A França encontra-se no sétimo lugar.

De acordo com dados divulgados pelo gabinete de estatísticas da União Europeia – EU -, o Eurostat, de um total de cerca de 17,5 milhões de deslocações registadas no país para viagens que impliquem estadas de mais do que uma noite de portugueses em 2017, 80% foram feitas com recurso a veículos motorizados (privados ou alugados).

Por seu lado, 10% das deslocações foram feitas de avião, 4,6% foram feitas de autocarro, enquanto 3,3% das viagens foram realizadas de comboio. As restantes (1,1%) viagens foram feitas por outros meios de transporte como a bicicleta, segundo os dados do Eurostat, que excluem as viagens diárias.

Ainda assim, no que toca às viagens feitas de carro, Portugal foi superado pela Eslovénia, com 85% daquela população a ter este como principal meio de transporte em 2017. Quanto à França, 71,7% da população utilizou carros como meio de transporte, sendo que o comboio com 14,6% e o avião com 10% seguem nesta ordem na preferência dos Franceses.

Já, nesse ano, onde menos se usou o carro foi no Luxemburgo (48%), no Chipre (48%) e na Irlanda (49%).

No que toca ao tipo de transporte, 89% das viagens em Portugal em 2017 foram feitas por terra, enquanto 10,5% diziam respeito a passagens aéreas e 0,5% foram realizadas por via marítima. Em França 89,2% das deslocações foram feitas por terra, 10,2 diziam respeito a passagens aéreas e 0,5% foram realizadas por via marítima.

Acresce que, das deslocações registadas no país há dois anos, 89% foram feitas dentro de Portugal e 11% fora. Em França 87,1% das deslocações foram feitas dentro do país e 12,9% fora.

Em toda a UE, foram registadas, nesse ano, quase 1,3 mil milhões de deslocações, a grande maioria (63,5%) por carro e o resto de comboio (10,8%) e de autocarro (5,5%).

Também a nível comunitário, a grande maioria das viagens foram feitas por terra (80,9%), seguindo-se as aéreas (17,4%) e as marítimas (1,7%).

 

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.7
X