Lusa / Manuel de Almeida

Portugal-França: Lloris diz que jogo “é decisivo” e elogia “nova geração” lusa

Donativos LusoJornal

O guarda-redes e Capitão da França, Hugo Lloris, classificou ontem de “decisivo” o jogo com Portugal, para o grupo 3 da Liga das Nações A, e destacou o “talento” da “nova geração” de futebolistas portugueses.

“Os dois favoritos do grupo chegaram a esta fase decisiva. Vai ser um jogo decisivo. Queremos fazer as coisas bem e reagir à derrota [no particular] com a Finlândia [2-0]. O objetivo é apurarmo-nos para as meias-finais”, afirmou o guardião, de 33 anos.

Lloris, que fazia a antevisão da partida de sábado, no Estádio da Luz, em Lisboa, disse que vão estar frente-a-frente “duas grandes equipas, com grandes jogadores”, mas assegurou que a França quer alcançar a vitória, apesar do “muito respeito” que tem por Portugal.

“Temos muito respeito por Portugal, uma grande nação do futebol. Tem uma nova geração com muito talento, qualidade e ambição. É uma equipa muito forte, segura dela própria. Alia a experiência dos jogadores mais antigos ao talento dos mais jovens. Vai ser um grande jogo”, analisou.

Entre os mais experientes lusos está Cristiano Ronaldo, que, para o guarda-redes gaulês, é “um exemplo no mundo, pela longevidade e qualidade”. Contudo, deixou uma ressalva: “Quando se defronta um jogador como Ronaldo, a resposta tem de ser sempre coletiva. Mas Portugal não é apenas o Ronaldo, há outros jogadores que podem fazer a diferença. Para jogarmos contra Portugal, temos de estar ao nosso melhor nível”.

O guardião francês falou ainda sobre a “muita admiração” que tem por Anthony Lopes, com o qual se cruzou no Lyon, entre 2008 e 2012, numa altura em que o guarda-redes português, quatro anos mais novo, estava ainda a surgir no plantel principal da equipa gaulesa.

“Vi-o chegar ao plantel no Lyon e, depois, a subir patamares até se tornar no melhor guarda-redes do campeonato francês, além de ter feito grandes exibições na última Liga dos Campeões. Portugal tem dois grandes guarda-redes, porque o Rui Patrício também é um exemplo de regularidade e longevidade. Mantenho contacto com o Anthony e acompanho os seus desempenhos”, revelou.

Além de ser o Capitão da Seleção francesa, Lloris acumula o mesmo estatuto no Tottenham, no qual é treinado pelo português José Mourinho. “Tenho a sorte de ser treinado pelo José Mourinho. Ele é um dos melhores treinadores dos últimos 20 anos, ganhou muitos troféus, tem cultura de vitória e é isso que está implementar no Tottenham, porque nos faltam troféus”, referiu.

Este sábado, Portugal recebe a França, em encontro da quinta jornada do grupo 3 da Liga das Nações A, que pode ser decisivo para o apuramento para as meias-finais.

As duas Seleções têm ambas 10 pontos, mas a Seleção nacional lidera o grupo, com melhor diferença de golos (9-1 contra 7-3), quando faltam disputar duas rondas.

O jogo está agendado para 20h45 (hora francesa), no Estádio da Luz, em Lisboa, e será dirigido pelo alemão Tobias Stieler.

 

Desporto