Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

‘Portuguese Meat’ quer aumento das exportações de carne das raças autóctones portuguesas para França

Fera Fera Fera Fera
Empresas

 

A equipa do projeto Portuguese Meat, promovido pela Federação Nacional de Associações de Raças Autóctones (FERA), esteve em França de 9 a 11 de outubro, numa das suas ações de prospeção aos mercados internacionais.

Este projeto visa o reconhecimento internacional e aumento das exportações de carne de raças autóctones portuguesas de bovinos (raças Arouquesa, raças Barrosã, Cachena, Marinhoa, Maronesa, Mertolenga, Minhota e Mirandesa), caprina (raça Serrana), ovina (raça Churra Galega Mirandesa) e suína (raça Bísara), promovendo a procura de produtos de reconhecida qualidade.

Nesta viagem de prospeção, a equipa do projeto, representada pelos agrupamentos de produtores das raças bovinas Barrosã (Cooperativa Agro Rural de Boticas – CAPOLIB) e da raça caprina Serrana (CAPRISERRA – Cooperativa de Produtores de Cabrito de Raça Serrana CRL), esteve reunida com várias empresas e restaurantes portugueses, para apresentar o projeto e analisar as oportunidades de negócio e parcerias com o objetivo de impulsionar o aumento das exportações de carne de alta qualidade das raças autóctones portuguesas.

As relações histórico-culturais com França, tornam este mercado muito atrativo e com um forte potencial estratégico para a internacionalização da carne de excelência das raças autóctones portuguesas.

O projeto Portuguese Meat é cofinanciado pelo Compete 2020, Portugal 2020 e pela União Europeia, através do Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização – PME – Projetos Conjuntos, envolvendo um investimento total de 614.705,88 euros, cofinanciado em 55,25% das despesas elegíveis pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

 

Donativos LusoJornal
X