Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Primeiras Jornadas Sociais da Misericórdia de Paris depois da pandemia

LusoJornal | Mário Cantarinha LusoJornal | Mário Cantarinha LusoJornal | Mário Cantarinha
Associações

 

A Santa Casa da Misericórdia de Paris organizou no fim de semana passado, dias 18, 19 e 20 de novembro, uma série de eventos integrados nas habituais “Jornadas Sociais”, que desta vez tiveram o alto patrocínio do Presidente da República portuguesa.

Uma Mesa Redonda intitulada “Juntos, repensar o futuro” juntou, na sexta-feira, no Consulado-Geral de Portugal em Paris, o Presidente da União das Misericórdias Portuguesas, Manuel Lemos e o Presidente da Croix Rouge Française, Philippe da Costa. O Cônsul-Geral Carlos Oliveira abriu a sessão, seguindo-se a intervenção da Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Paris, Ilda Nunes. Na sala estava também o Deputado Paulo Pisco.

Os intervenientes da Mesa Redonda, que abordou questões relacionadas com o apoio social e a segurança social, foram Suzete Simões, do Serviço social do Consulado Geral de Portugal em Paris, Pedro Pacheco, Adido de Segurança Social em França e Camille Audren do departamento de relações internacionais da Caisse Nationale d’Assurance Vieillesse (CNAV).

O Cônsul-Geral de Portugal em Paris confirmou que “a ação da Santa Casa está muitas vezes de mãos dadas com o Consulado. Nós temos um serviço social que é muito solicitado, ao qual chegam imensos problemas e, por conseguinte, são vários os casos em que nós recorremos à Santa Casa”.

Carlos Oliveira lembrou os dois anos e meio de Covid “que impediu muitas dinâmicas comunitárias e obviamente também prejudicou a Santa Casa e todos os organismos que estão no terreno”.

Ilda Nunes fez uma resenha do contexto difícil atual e das consequências económicas e psíquicas na população em geral e nos mais desfavorecidos em particular.

 

Jornadas duraram três dias

No sábado de manhã, a Santa Casa da Misericórdia de Paris organizou um pequeno-almoço com outras associações de solidariedade da Comunidade portuguesa da região de Paris. Segundo uma nota da Misericórdia, participaram nesta reunião Luís Gonçalves da Academia do Bacalhau de Paris, Suzette Henriques da associação Hirond’Ailes, Cipriano Rodrigues e Anabela Lopes da Associação portuguesa cultural e social de Pontault-Combault, José Afonso da Associação franco-portuguesa de Puteaux, Lurdes Rodrigues da Coordenação das Coletividades Portuguesas de França (CCPF), José Branco e Miguel Ferreira da associação Les Amis du Plateau, Maria-José Henriques da associação Gaivota, Miguel Pires da associação Minhotos de Clichy, Manuel Oliveira da Association Portugaise de Bienfaisance e Fernando Lário da Associação Portuguesa Unidos com todos do vale de Montmorency.

A reunião foi enquadrada por Ilda Nunes e Abílio Lopes da Santa Casa da Misericórdia de Paris. Também esteve presente o Adido social do Consulado Geral de Portugal em Paris, Miguel Costa.

No sábado à noite teve lugar o Jantar de Gala organizado na Sala Vasco da Gama, em Valenton, e no domingo, a missa do Santuário de Nossa Senhora de Fátima de Paris foi seguida de um momento de convívio com a comunidade católica e um almoço com o Reitor Nuno Aurélio do Santuário.

 

Donativos LusoJornal
X