Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

O Deputado socialista, Paulo Pisco, apresentou hoje um voto de pesar na Assembleia da República pela morte de Philippe da Silva, o primeiro Chef de origem portuguesa a receber uma estrela Michelin em França.

O Chef de 67 anos morreu na semana passada após dois meses de internamento devido à Covid-19. Philippe da Silva chegou a França aos seis anos de idade e instalou-se com a família em Cogolin, uma pequena cidade perto de Saint Tropez.

Fez os seus estudos de hotelaria em Toulon, tendo depois passado por alguns dos restaurantes mais emblemáticos de Paris como Le Nôtre e Le Chiberta, onde recebeu duas estrelas Michelin.

O cozinheiro português acabou por abrir o seu próprio hotel e restaurante no sul de França, o Hostellerie Les Gorges de Pennafort, visitado por várias figuras de renome nacional e internacional.

“Philippe da Silva mantinha ligação a Portugal, deslocando-se todos os anos para visitar a família no Algarve, era um homem simples, generoso, e solidário, que se comprazia com a felicidade que proporcionava aos outros com a sua paixão pela cozinha”, pode ler-se no voto de pesar de Paulo Pisco.

Ainda segundo o socialista, este voto de pesar é também uma homenagem “à sua carreira profissional e empresarial, motivo de orgulho para Portugal e para a sua diáspora e símbolo da presença dos portugueses no mundo”.

 

Comunidade
X