Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Cultura

 

 

No quadro da Fête de la Cité e da Temporada France Portugal 2022, a pianista portuguesa Diana Botelho Vieira vai dar um récital intitulado “Folclores imaginários” na Maison du Portugal André de Gouveia, na Cidade universitária internacional de Paris e vai interpretar obras de Leoš Janáček, Fernando Lopes-Graça, Bela Bartók e Sérgio Azevedo.

Diana Botelho Vieira nasceu na ilha de São Miguel, nos Açores, em 1984. Tem-se apresentado em recitais de piano e de música de câmara em Portugal, Espanha, França, Estados Unidos da América, e América do Sul. Laureada no Prémio Jovens Músicos – RDP Antena 2 na categoria Piano, é também detentora do Búzio Revelação (Expresso das 9) e Prémio Cultura (Correio dos Açores).

Estreou obras para piano solo, piano e orquestra, e música de câmara de compositores como Brett Madsen, Parisa Sabet, Sérgio Azevedo e Inés Badalo. Em paralelo com a actividade de concertista lecciona piano na Academia de Música de Lisboa.

A França está bastante presente na proposta musical que Diana Botelho Vieira vai apresentar em Paris porque Fernando Lopes-Graça e Bela Bartók encontraram-se em Paris em 1936, durante o exílio do compositor português, numa experiência que influenciou todo o percurso de Lopes-Graça.

Por outro lado, Sérgio Azevedo também fez parte da formação no IRCAM, em Paris.

 

Donativos LusoJornal

 

 

X