A França apresentou oficialmente a sua candidatura à CPLP

A França apresentou oficialmente a sua candidatura à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), no passado dia 27 de abril.

O Embaixador de França em Portugal, Jean-Michel Casa, entregou à Secretária executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Maria do Carmo Silveira, uma carta do Ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian, anunciando a candidatura da França para aceder ao estatuto de «Estado observador associado» à CPLP.

A carta do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian, anunciando oficialmente a candidatura da França, assim como o plano geral de atividades e o plano de ação para a promoção do ensino do português em França, que servem de apoio a esta candidatura, foram entregues, em mãos, à Secretária executiva da CPLP, no dia 27 de abril em Lisboa, dando assim seguimento ao compromisso assumido pelo Ministro francês dos Negócios Estrangeiros, durante o Seminário diplomático dos Embaixadores portugueses, a 4 de janeiro último.

Este encontro foi também uma ocasião para invocar diferentes assuntos de interesse comum que a França, a CPLP e a Organização Internacional da Francofonia (OIF) partilham.

A candidatura francesa é especialmente motivada pela presença de uma importante Comunidade portuguesa e lusodescendente em França, estimada em cerca de um milhão e meio de pessoas, a mais importante das Comunidades portuguesas do mundo fora de Portugal, mas também pela partilha da mais longa fronteira terrestre francesa com o Brasil (região da Guiana francesa) ou ainda pela importância das relações da França com os países africanos membros da CPLP, como por exemplo em matéria de formação e ajuda ao desenvolvimento como em Angola ou em Moçambique, ou de segurança regional especialmente no Golfo da Guiné.

Segundo uma nota da Embaixada de França em Portugal, esta candidatura foi recebida com entusiasmo pela Secretária executiva da CPLP que agradeceu o interesse da França pela lusofonia e pelo mundo lusófono.

Além da candidatura francesa à CPLP, este encontro foi para o Embaixador uma ocasião para abordar o projecto de adesão de Portugal à Organização Internacional da Francofonia, que contribuirá seguramente para o reforço dos laços entre a francofonia e a lusofonia.

A este respeito, a Secretária executiva Maria do Carmo Silveira e o Embaixador Jean-Michel Casa concordaram que «a cooperação entre estas duas organizações deve ser reforçada, tendo em conta, que numerosos países membros da CPLP, são também membros da OIF como Cabo Verde, a Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe ou a Guiné Equatorial e que as possibilidades de cooperação são muito variadas, como por exemplo nos domínios da luta contra as alterações climáticas ou a cooperação económica. A OIF e a CPLP partilham igualmente mesmo objetivo de promoção do multilinguismo e da diversidade cultural no mundo».

As próximas etapas do processo de adesão da França enquanto Estado observador conduzirão a uma análise da candidatura pelas diferentes instâncias da CPLP antes de uma recomendação formal, que a França espera seja favorável a esta adesão, durante a Conferência dos Chefes de Estado e do Governo da CPLP – onde será tomada uma decisão por unanimidade -, a ter lugar na Ilha do Sal em Cabo Verde, nos dias 17 e 18 de julho próximos, e na qual a França poderá ser convidada a participar.