Artista lusodescendente Hopare ofereceu escultura à Câmara municipal de Lisboa

Cultura

 

Esta manhã, o artista lusodescendente Hopare – Alexandre Monteiro – ofereceu uma escultura intitulada “Pareidolie” à Câmara municipal de Lisboa.

A escultura esteve exposta na Praça do Louvre, em Paris, e foi agora doada à cidade de Lisboa. É uma das cinco obras existentes em todo o mundo, do artista plástico francês, de ascendência portuguesa, Alexandre Monteiro.

Uma “escultura que significa a dignidade dos Portugueses”, sublinhou Carlos Moedas, na cerimónia de assinatura do contrato de doação da obra, que teve lugar esta quarta-feira, dia 24 de janeiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na presença de Carlos Vinhas Pereira, Presidente da Câmara de comércio e indústria franco-portuguesa (CCIFP), Mapril Baptista, Presidente dos Lusitanos de Saint Maur e Tony Carreira, o cantor que tinha falado de Hopare a Carlos Moedas.

Até ao dia 31 de janeiro, a Praça do Município de Lisboa é palco de uma exposição do artista Hopare.

Aos 29 anos, Alexandre Monteiro é já uma figura proeminente da arte de rua francesa e mesmo da cena artística francesa contemporânea em geral. A sua arte mistura espontaneidade e diversidade.

No processo criativo, Hopare não tem nenhum cálculo rígido: é um artista do instante que realiza as suas obras de arte com estilo livre, sem ter um modelo preciso e pré-estabelecido.

“Profundamente eterno globe-trotter, Hopare cria a sua arte como um caderno de viagem onde cada peça se refere a um encontro, um lugar ou um evento particular. Cada obra é uma forma de servir a humanidade e de transportar o espectador: alimenta a sua criatividade e imaginação viajando pelo mundo para nos oferecer uma representação singular e intensa do nosso universo onde se mistura abstração, idealização, esteticismo e discurso” lê-se na nota de apresentação do artista.

 

Donativos LusoJornal