Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O casal franco-português Philippe e Catherine Santos foi a vítima colateral do ajuste de contas entre supostos traficantes de droga em Ollioules, uma localidade perto de Toulon, no sul da França.

Domingo à noite, dois indivíduos dispararam com armas de forte calibre e mataram dois homens, de 29 e 30 anos, conhecidos pela polícia por tráfico de droga. Os dois homens fugiram e estão a ainda por encontrar.

Philippe e Catherine Santos são de Vesoul, com respetivamente 58 e 57 anos, compraram uma casa de férias em Ollioules e estavam a preparar-se para mudar-se definitivamente e aí viverem a reforma.

O destino fez com que passassem de scooter no sítio errado, à hora errada. Catherine teve morte imediata e o marido teve de ser operado e recebeu uma bala na clavícula. Segundo a equipa médica, está fora de perigo.

Philippe Santos trabalha em Vesoul, perto das montanhas do Jura. É Diretor de produtos na Conflandey Industries, uma empresa de fabricação de cabos de aço com 300 empregados. Há cerca de 35 anos que integra os quadros da empresa e era respeitado por todos.

Catherine Santos era chefe de empresa. Dirigia a 2F, uma empresa especializada no tratamento e comercialização de queijos, em Mailley-Chazelot, a poucos quilómetros de Vesoul, e foi Juiz do Tribunal de Comércio.

O Maire da cidade de Vesul, Alain Chrétien, tem um livro de registo de condolências na Mairie, aberto à população em geral e às pessoas que a conheciam.

Catherine Santos deixa marido e dois filhos, Paul e Marine, com aproximadamente 30 anos.

 

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 12 Votos
7.8
X